Por que o Paypal se envolver com criptomoedas é um bom negócio?

Paypal e criptomoedas? Ambos podem sair ganhando!

Rumores de que o PayPal está procurando começar a oferecer vendas diretas de criptomoedas passaram a ser manchetes depois que insiders da empresa confirmaram a informação, além de anúncios recentes de empregos em busca de especialistas em blockchain, tudo destacando seu interesse renovado em criptomoedas.

Se confirmada, a entrada do PayPal no espaço das criptomoedas pode resultar em um benefício significativo para o setor, fornecendo um ponto de entrada fácil para centenas de milhões de investidores – um grande passo à frente no caminho da adoção em massa.

300 milhões de potenciais novos usuários

O PayPal é um sistema de pagamento on-line criado em 1999 por Max Levchin, Peter Thiel e Luke Nosek. Posteriormente a empresa se fundiu com a X.com, uma plataforma bancária fundada por Elon Musk. Assim como muitas criptomoedas, o PayPal foi projetado para servir como uma alternativa aos métodos de pagamento tradicionais, como cheques e dinheiro – mas sem o aspecto descentralizado.

A plataforma teve um enorme sucesso nos primeiros dias e rapidamente ganhou status de unicórnio tecnológico depois de acumular mais de 1 milhão de usuários até 2002, antes de ser adquirida pelo eBay. Em 2014 o PayPal se separou do eBay e continuou seu crescimento meteórico, acumulando mais de 325 milhões de contas ativas e 1 bilhão de transações até o momento.

Atualmente o PayPal se destaca como uma das maiores empresas de pagamento online, superando facilmente alguns de seus rivais mais próximos, incluindo Transferwise, Skrill e Stripe. Esse domínio do mercado coloca a empresa em uma posição forte para entrar no setor de criptomoedas com um estrondo, já que já fornece serviços para quase 10% de todos os usuários da internet.

paypal criptomoedas coinbase

Embora a recente especulação destaque diretamente a intenção do PayPal de começar a servir entusiastas de criptomoedas, não é a primeira vez que o gigante dos pagamentos on-line flerta com o espaço cripto. Em setembro de 2014, a Coinbase – atualmente uma das exchanges de criptomoedas mais populares – anunciou sua parceria com o PayPal. Desde então o PayPal formou acordos semelhantes com BitPay e GoCoin.

————————————————————————————————————————————–

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: coinext.com.br

————————————————————————————————————————————–

Como resultado dessas parcerias houve muita especulação inicial de que não demoraria muito até o próprio PayPal lançar sua própria gama de ofertas de criptomoedas. Entretanto, o diretor sênior de estratégia corporativa do PayPal reduziu as especulações ao revelar que as parcerias permitem apenas que essas plataformas aceitem pagamentos de criptomoedas, em vez de demonstrar o interesse do PayPal no setor.

Em contrapartida o PayPal foi flagrado contratando especialistas em blockchain e criptomoedas, reabastecendo os rumores de que é apenas uma questão de tempo até que o suporte à criptomoedas seja adicionado.

Se os rumores forem precisos, o PayPal pode ser a maior empresa a facilitar diretamente as compras de criptomoedas – potencialmente expondo seus cerca de 300 milhões de usuários aos benefícios de moedas descentralizadas como o Bitcoin. Com cerca de 67 milhões de usuários de Bitcoin entre os EUA e a Europa combinados, isso pode potencialmente fazer o número total de usuários mais que quadruplicar sob condições ideais – ou ainda mais se você usar estimativas mais conservadoras.

Os primeiros passos

Por fim, se o processador de pagamento começar a oferecer suporte a criptomoedas, o aumento dramático no interesse que provavelmente resultará poderá levar as principais criptomoedas a serem apreciadas consideravelmente – semelhante ao boom das criptomoedas de 2017.

image2

Antecipando essa alta massiva, várias plataformas cripto já começaram a integrar os pagamentos do PayPal em suas soluções. Isso inclui o Newscrypto, uma popular plataforma educacional de negociação de criptomoedas que permite aos usuários comprar NewsCrypto Coins (NWC) com PayPal, permitindo desbloquear recursos avançados de trade, ferramentas de detecção de arbitragem, alerta de baleias e muito mais através da compra de um plano de associação.

Da mesma forma, o Pundi X recentemente integrou o PayPal ao seu dispositivo de ponto de venda ‘Xpos’, permitindo que os usuários na América aceitem pagamentos do PayPal via criptomoedas. Atualmente o dispositivo Xpos é usado por comerciantes em mais de 30 países e é semelhante ao leitor de cartão ‘Here’ do PayPal, mas, em vez disso, transaciona através da blockchain. No momento o novo recurso está ativado, mas o Pundi X lançará o suporte ao PayPal por meio de uma atualização nas próximas semanas.

Embora o NewsCrypto e o Pundi X sejam as empresas cripto mais recentes a receber suporte do PayPal, os gigantes locais de negociação ponto a ponto Local Bitcoins e Paxful têm suportado pagamentos do PayPal há anos – o que é parte do motivo pelo qual eles tiveram tanto sucesso em agir como “rampas” para o setor de criptomoedas. Mas eles serão completamente substituídos pelo PayPal? Só o tempo irá dizer.

Fonte: Bitcoinist

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.