Portugal abre primeira loja física de Bitcoin

BitBase planeja capturar uma fatia importante do mercado português de distribuição de criptomoedas

Portugal abre primeira loja física de Bitcoin

De acordo com o portal de notícias português ECO News, a BitBase, uma startup sediada na Espanha, deve abrir a primeira loja física para compra e venda de criptomoedas. A loja entrará em operação em Lisboa na segunda-feira (24), oferecendo serviços de câmbio para sete criptomoedas, incluindo Bitcoin, Bitcoin Cash, Ethereum, Ripple, Dasg, Litecoin, Dogecoin, USDT e BitBase Token (BTBS, seu token nativo baseado no padrão BEP-20 da Binance Smart Chain) em dinheiro ou via cartão bancário em apenas alguns passos.

A loja terá várias máquinas tipo ATM para os clientes realizarem suas transações. Também haverá caixas eletrônicos criptos regulares instalados estrategicamente e suporte ao cliente disponível.

De acordo com a reportagem do ECO News, a BitBase não vai parar em Lisboa. Há planos para estabelecer outro outlet no Porto.

“Este não será o único estabelecimento que a empresa terá em Portugal”, observou um porta-voz da BitBase.

A BitBase tem 25 lojas na Espanha e espera replicar a mesma presença generalizada em Portugal. A empresa considera Portugal um mercado emergente para o seu serviço, salientando que atualmente existem apenas quatro distribuidores de moeda digital no país em comparação com Espanha onde existem 149.

Portugal exemplo para outras nações

Portugal tem recebido muita atenção por suas políticas amigáveis ​​às criptomoedas. Bitcoin assim como todas as criptomoedas não são tributadas em Portugal, pois o país as considera uma forma de pagamento e não um ativo. De acordo com a Triple A, um gateway de pagamentos cripto, mais de 2,37% da população total de Portugal atualmente possui criptomoeda.

As empresas de criptomoedas no país enfrentam menos restrições regulatórias. Isso tornou o país atraente para investidores estrangeiros em criptomoedas que vêm a Portugal para o alívio fiscal.

No entanto, nem todo mundo está à vontade com criptomoedas. Não há regulamentações concretas para o setor além da consideração de tributação. O Banco de Portugal, bem como a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), emitiram avisos severos aos bancos comerciais e aos investidores para serem cautelosos ao ganhar exposição às criptomoedas.

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8