Preço do Bitcoin cai diante de possível segunda onda de COVID-19

Correlação entre mercado de ações e o preço do Bitcoin está de volta!

A crescente preocupação com uma segunda onda de COVID-19 assustou os mercados de ações do mundo, o que significa que a correlação de curto prazo entre o preço do Bitcoin e as ações dos EUA que testemunhamos ocasionalmente nos últimos meses está retornando.

O motivo dessa preocupação são os novos surtos de COVID-19 nos EUA, China e em outros lugares (por exemplo, no Oriente Médio).

Hoje, o Dr. William Schaffner, da Faculdade de Medicina da Universidade Vanderbilt, disse ao programa da CNBC “Street Signs Asia” durante uma entrevista que as pessoas não estão sendo cuidadosas, e que as aglomerações voltaram cedo demais, e que isso está ajudando o coronavírus a se propagar:

“Acho que a segunda onda começou.”

 

“Estamos reabrindo todo o país, mas muitas pessoas não respeitam o distanciamento social, muitas acabam não usando máscaras”.

Quanto à BBC News, informou hoje que “Pequim registrou 36 novos casos de coronavírus transmitidos localmente, em meio a temores de uma segunda onda na capital chinesa”. Aparentemente, esse surto mais recente “foi vinculado ao maior mercado atacadista da cidade”.

A partir das 08:42 UTC de 15 de junho, os futuros da Dow, S&P 500 e Nasdaq caíram 2,55%, 2,12% e 1,73%, respectivamente.

O analista de criptomoedas Mason Jang, que é o Chief Strategy Officer (CSL) da startup sul-coreana de análise de blockchain CryptoQuant, diz que as baleias de Bitcoin responderam a esses assuntos preocupantes, movendo rapidamente suas moedas para exchanges de criptomoedas centralizadas como a Coinbase e a Gemini, como evidenciado pelo fluxos de rede para as carteiras pertencentes a essas exchanges:

“🚨 $ BTC caiu junto com as ações dos EUA em 15 de junho, 02:00 UTC.

Baleias da Coinbase e Gemini se moveram antes da queda. Continue monitorando as movimentações rápidas da #Coinbase e #Gemini para evitar riscos.

Monitore movimentadores rápidos: https://cq.live/overview/btc-exchange-flows #BTC”

De acordo com dados da CryptoCompare, entre a última quinta-feira (11 de junho) – o dia em que as ações dos EUA sofreram a maior perda desde a “Quinta-feira Negra” (12 de março) – o preço do Bitcoin caiu de US$ 9.937, a alta diária de 11 de junho, para onde está agora, ou seja, US$ 9.121, o que significa uma perda de 8,2%:

bitcoin

Fonte: cryptoglobe

Foto de Bruno Lugarini
Foto de Bruno Lugarini O autor:

Estudante de Sistema da Informação, técnico de informática, apaixonado por tecnologia, entusiasta das criptomoedas e Nerd.