Primeiro caixa eletrônico de Bitcoin em Malta gera alerta de Autoridade de Serviços Financeiros

O orgão regulador financeiro de Malta emitiu um aviso destinado a deter adoção de criptomedas após a instalação do primeiro ATM de Bitcoin no país. Apesar do bitcoin não ser regulamentado ou autorizado não há ameaças para quem optar por utilizar a criptomoeda.

Primeiro caixa eletrônico de Bitcoin de Malta gera alerta de Autoridade de Serviços Financeiros

A instalação do primeiro caixa eletrônico de bitcoin em Malta despertou atenção local e internacional na semana passada. Um grupo local que defende a criptomoeda iniciou uma campanha de crowdfunding para financiar o primeiro caixa eletrônico bitcoin de Malta. Poucos dias depois da publicação da campanha, um empresário local instalou o primeiro caixão bitcoin do país em Sliema.

A cobertura da mídia conquistada pelo primeiro caixa eletrônico bitcoin de Malta levou a autoridade de serviços financeiros de Malta (MFSA) a emitir um aviso para os potenciais usuários de bitcoin: “ao contrário do dinheiro tradicional, a aceitação do pagamento em moeda virtual depende inteiramente do consentimento voluntário do destinatário. Alertamos apenas aos prestadores de serviços que às moedas virtuais atualmente não são reguladas por lei nem autorizadas pela MFSA “.

As advertências da MFSA parecem contraditórias ao posicionamento do primeiro-ministro de Malta

O grupo local de defesa da criptografia, Bitmalta, respondeu de forma crítica às declarações da MFSA – acusando o MSFA de dificultar as transações com a criptomoeda. “Estamos extremamente decepcionados, pois enquanto o primeiro-ministro de Malta, Dr. Joseph Muscat e Hon. Silvio Schembri, Secretário Parlamentar de Serviços Financeiros, Economia Digital e Inovação, defendem a adoção de tecnologias blockchain e de criptomoedas em Malta, a MFSA escolhe ignorar os desenvolvimentos na área e citar os riscos estabelecidos às criptomoedas … As moedas digitais estão aqui para ficar, seja vocês proibindo ou não, por isso é aconselhável educar o público sobre o uso das moedas, ao invés de serem alarmantes “.

As advertências da MFSA vêm apenas alguns meses depois que o gabinete de Malta aprovou o primeiro rascunho de uma estratégia nacional destinada a promover a educação e inovação bitcoin e blockchain em todo o país.