Propriedades milionárias relacionadas a golpe de Mineradora são apreendidas na Índia

Mais de 6 propriedades estavam vinculadas ao golpe que atingiu milhares de indianos

Investigados desde dezembro do ano passado (2017) Hemant Bhope e Pankaj Adlakha, associados da mineradora Gainbitcoin.com, tiveram suas contas bancárias, residências e escritórios confiscados pelas autoridades indianas.

O valor acumulado das propriedades soma em torno de US$60 milhões, contando com imóveis até mesmo em Dubai.

De acordo com as investigações, a Gainbitcoin.com seria uma mineradora fraudulenta que visava investidores indianos diretamente. Segundo vítimas do golpe, a empresa chegou a apresentar até mesmo uma falsa instalação de mineração.

Aparentemente a empresa incitava investimentos em Bitcoin, ao passo que retornava tokens inválidos. A suspeita em torno da prática surgiu em outubro, porém o esquema foi descoberto apenas em dezembro.

A apreensão de imóveis faz parte da última etapa da investigação, que está em vigor desde maio.

Leia mais: Coréia do Norte cria esquema utilizando criptomoedas para evitar sanções americanas

Ultimamente a Índia aparece no cenário mundial como palco de diversos golpes relacionados ao Bitcoin. De acordo com especialistas, o alto índice de uso da criptomoeda se deve à desmobilização da economia indiana.

De acordo com pesquisas, grande parte dos novos investidores não consegue identificar as diferenças entre o Bitcoin e os ativos relacionados à golpes, e foi justamente esse o público-alvo da Gainbitcoin.com. Aparentemente, as recompensas oferecidas pela empresa eram superiores aos ganhos potenciais de mineração.

Durante a investigação, o fundador da empresa Amit Bhardwaj declarou que poderia devolver os fundos para os investidores. Entretanto, nenhum valor foi recuperado até o momento.

WeBitcoin: Propriedades milionárias relacionadas a golpe de Mineradora são apreendidas na Índia

Leia mais: Desenvolvedores da Monero corrigem bug que “queimava” moedas

FONTE: CRYPTOVEST