Putin da sinal verde para regulamentação do Bitcoin no país

Ministério das Finanças da Rússia tem autorização para apresentar proposta de regulamentação do Bitcoin como veículo de investimento

Putin
Ministro das Finanças da Rússia tem autorização para regulamentar criptomoedas

O Ministério das Finanças da Rússia apresentou um projeto de lei sobre a regulamentação do Bitcoin no país, semanas depois que o governo aprovou o conceito de criar legislação específica para criptomoedas.

“O uso de moedas digitais como meio de pagamento no território da Federação Russa continuará proibido”, disse o Ministério das Finanças em comunicado na segunda-feira. “Sob o regulamento proposto, as moedas digitais são consideradas apenas como um veículo de investimento.”

O projeto de lei vem após uma intensa disputa entre o Banco da Rússia e o Ministério das Finanças, que mantêm visões opostas sobre o futuro ideal da regulamentação de Bitcoin e criptomoeda no país. Embora o ministério tenha se esforçado para acomodar a tecnologia emergente em uma estrutura legal, o Banco Central pediu mais uma vez a proibição completa da negociação e mineração de Bitcoin.

No início deste mês, o governo russo deu luz verde ao ministério para propor um projeto de lei abrangendo a regulamentação da criptomoeda, descartando efetivamente as sugestões do Banco da Rússia de que a proliferação de Bitcoin não deveria ser permitida no país e traçando um plano inicial para a legislação.

A decisão de avançar com a regulamentação em vez de uma proibição veio logo após os sinais enviados pelo presidente russo Vladimir Putin, que no final de janeiro destacou as vantagens competitivas do país na mineração de Bitcoin, uma indústria que ele apoia.

O projeto de lei apresentado pelo Ministério das Finanças prevê várias restrições para russos interessados ​​em investir em Bitcoin, incluindo requisitos de identificação, limites anuais de investimento e acordos de custódia, de acordo com o comunicado.

Os russos terão que fornecer suas informações pessoais para comprar ou vender Bitcoin em Exchanges regulamentadas, embora ainda não esteja claro quanta informação será necessária. Os usuários também só poderão comprar cerca de US$ 7.700 em Bitcoin por ano após a conclusão bem-sucedida de um procedimento de teste para avaliar seu nível de conhecimento sobre criptomoedas. Se eles falharem no teste, eles só poderão comprar até cerca de US$ 650 em Bitcoin por ano.

Depósitos e saques de Bitcoin de e para uma Exchange só serão permitidos por meio de contas em um Banco, disse o comunicado. Parece, portanto, que os usuários não poderão retirar Bitcoins para uma carteira de auto-custódia.

Segundo o comunicado:

Além disso, para a segurança dos fundos dos clientes para Exchanges de criptomoedas, é introduzido um modo de conta nominal, no qual os fundos dos licitantes estarão localizados. As Bolsas e os trocadores serão obrigados a manter registros indicando os endereços, identificadores de cada detentor de moedas digitais.

O projeto de lei também destila os requisitos para que esses provedores de serviços operem no mercado de criptomoedas, incluindo detalhes sobre governança corporativa, relatórios, armazenamento de informações, controle interno e auditoria, medidas de gerenciamento de risco e o número de reservas que precisam ser mantidas.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_