Qual a probabilidade do Bitcoin atingir US$ 20.000 até o final do ano?

Segundo especialistas dos mercados tradicionais, chance não é das melhores

Os traders de Bitcoin estão claramente tomando uma decisão difícil de saber se devem ir para longs ou shorts. O preço do BTC tem sido inerte nos últimos 2 dias e está oscilando entre $ 9.464 e $ 9.950.

Parece que o recente halving do Bitcoin deixou muita incerteza no mercado e os traders não tem confiança se o BTC está em baixa ou em alta agora. O volume diário negociado caiu na semana passada, o que indica que uma grande mudança acontecerá em breve. Na BitMEX, o número de longs ainda está dominando os shorts, da mesma forma, os longs da Bitfinex são 80% vs 20% dos shorts e até a Binance tem posições um pouco mais para os longs que os shorts.

Isso indica que a maioria dos traders está pronta para aguentar. Entretanto, isso também pode ser combustível para uma quebra dos ursos, levando à uma enorme liquidação dos longs.

Mercado de opções diz que Bitcoin tem apenas 9% de chance de atingir uma nova ATH (alta histórica de todos os tempos)

De acordo com estatísticas recentes da ‘SKEW’, o mercado de opções, um mercado de derivativos negociado em contratos, está mostrando uma pequena probabilidade de 9% de o Bitcoin atingir $ 20k ou mais no final de 2020. Isso também mostra que a maioria dos contratos está abaixo de 40% de chance quando se trata de BTC atingindo US$ 10.000 novamente.

“Nova ATH do Bitcoin (> US $ 20.000) no fim de 2020?

 

Mercado de opções diz que há apenas 9% de probabilidade.”

Ao mesmo tempo, parece que o interesse aberto pelas opções do BTC continua crescendo exponencialmente e vem crescendo ao longo do mês passado. Isso não é necessariamente otimista, pois indica apenas que há muita liquidez; no entanto, ainda é uma boa métrica para o Bitcoin.

Alguns analistas, contudo, são muito mais otimistas com o Bitcoin, por exemplo, Tuur Demeester, o fundador da Adamant Capital declarou recentemente que acredita que o Bitcoin chegará a US$ 50.000 em breve e explicou o porquê. Ele basicamente culpa os governos de todo o mundo imprimindo dinheiro, além de dizer que não acha que o BTC tocará US$ 6.000 novamente.

“Quero dizer, acho que uma meta de preço de US$ 50.000 não é insana, especialmente considerando o quão louca é a impressão de dinheiro”

A quantidade de dinheiro impressa em 2020 está agora perto de 11% de todo o PIB dos EUA em 2019.

Fonte: ZyCrypto

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.