Quanto custaria para construir uma plataforma de mineração de Bitcoin hoje?

Determinar o custo é algo complexo

Tomemos por exemplo o artigo de Alejandro De La Torre no Medium. Podemos observar que um grande número de variáveis individuais determina a lucratividade da mineração de Bitcoin. A Poolin criou um estimador de lucro de mineração que divide esses fatores para entender melhor qual plataforma tem o melhor valor.

Exemplo como mostrado:

bitcoin mining estimate

É importante observar que os custos de eletricidade variam muito de local para local e são o fator mais significativo nos custos de mineração a longo prazo. Assim, mais plataformas com fome de energia que também produzem uma taxa de hash mais alta podem ser mais adequadas para áreas com eletricidade mais barata, e menos quando esse custo seria maior.

Crítico para todas as operações de mineração é o fator de equilíbrio, que o estimador de mineração procura determinar. Esse é o valor da criptomoeda que deve ser produzida pelo custo da plataforma a ser paga.

Por exemplo, um equipamento de mineração de Bitcoin em destaque custa US$ 1.767 para construir e operar e gera US$ 4,56 em lucro por dia a preços atuais. Portanto, seria necessário executar 387 dias para se tornar lucrativo. São considerados neste número os custos de eletricidade.

Além disso é importante nos atentar no fato de que, mesmo depois de quebrar o bloco as plataformas consumirão eletricidade. Assim, elas permanecerão lucrativas apenas enquanto produzirem criptomoeda suficiente para cobrir esse custo. A Poolin se refere a isso como o “preço de fechamento”. Determinar quando uma plataforma ultrapassou esse limite pode ser muito complicado.

Mineração de Bitcoin ainda pode gerar lucro, mas exige habilidade

Muito foi feito com grandes pools que ocupam o espaço de mineração, principalmente no que diz respeito ao Bitcoin. É digno de nota o fato de que as plataformas de mineração mais avançadas geralmente ficam disponíveis para essas operações da empresa meses antes de poderem ser compradas por consumidores independentes.

Por exemplo, os críticos acusam a Bitmain de usar seu equipamento mais avançado exclusivamente para suas próprias fazendas de mineração e vender apenas as plataformas mais antigas no mercado aberto.

Assim, a mineração bem-sucedida de Bitcoin e criptomoedas exige um olhar muito atento aos detalhes. A eficiência deve ser uma prioridade, pois todas as variáveis ​​terão um papel no resultado final.

Isso inclui custos de equipamentos, custos de eletricidade e escolha da plataforma. No entanto, com o planejamento adequado e o acesso às melhores informações, é possível obter lucratividade.

Fonte: Bitcoinist

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.