Queda do Bitcoin tem a ver com a Bakkt? – Análise BTC

Futuros de Bitcoin da Bakkt serão lançados na próxima segunda-feira

Três dias atrás já era possível identificar em análise de preço do BTC o triângulo “de curto prazo” no gráfico de 4 horas. Também era provável que o Bitcoin atingiria o ponto mais baixo do triângulo “maior” (marcado no gráfico diário) em caso de fuga para o lado negativo.

Como pode ser visto, o Bitcoin atingiu um mínimo de US$ 9.500 (BitMEX) após o colapso da formação do triângulo de 4 horas em torno de US$ 10.160. Um mergulho imediato de mais de US$ 500.

Isso foi o fim? O significativo apoio “maior” ao triângulo se manteve e, desde então, o Bitcoin havia visto uma enorme alta de volta à zona de US$ 10.300, que é outro reteste do ângulo superior do triângulo de 4 horas. Desde que foi rejeitado, o Bitcoin está lentamente perdendo impulso, em direção à região de suporte de US$ 10.000.

Para resumir, o curto prazo é baixista, enquanto o longo prazo depende da formação do triângulo: ultrapassando US$ 10.500 (juntamente com as significativas linhas médias móveis de 50 e 100 dias) é alta, enquanto a previsão de baixa ocorrerá caso o BTC venha a quebrar abaixo de US$ 9.400.

Bakkt – Puxando o gatilho?

A data de lançamento dos futuros de Bitcoin da Bakkt é 23 de setembro, na próxima segunda-feira. Como sabemos pela breve história do Bitcoin, a data de lançamento dos futuros da CME iniciou o colossal mercado vendedor de 2018. A história se repetirá?

Capitalização de mercado total: US$ 268 bilhões

Capitalização de mercado de Bitcoin: US$ 181 bilhões

Índice de dominância BTC: 67,6%

* Dados da CoinGecko

Níveis-chave para acompanhar

– Suporte / resistência: Como mencionado acima, o Bitcoin está sobre a área de suporte de US$ 10.000. O próximo grande apoio é de US$ 9.800, depois US$ 9.600 e US$ 9.450 (que é o limite do triângulo de baixa). Em caso de queda abaixo disso é provável que o Bitcoin chegue a US$ 9 mil ou mais fundo.

Do lado otimista, a linha de tendência descendente de 4 horas em cerca de US$ 10.200 é a primeira linha de resistência. A próxima é a zona de confluência entre US$ 10.300 e US$ 10.500, que também contém as linhas médias móveis de 50 e 100 dias (linhas roxas e brancas no gráfico de 1 dia). Além disso, outro sinal de baixa a médio prazo pode estar vindo da atual “luta” entre as duas linhas de média móvel. No caso de uma linha de baixa (quando os 50 dias cruzam abaixo dos 100 dias).

– Indicador RSI (diário): o RSI também é de baixa – vemos altas mais baixas e o RSI está prestes a quebrar o suporte 43-44. O oscilador estocástico RSI está ao redor da área de sobrevenda, o que pode acender uma correção de curto prazo antes de continuar mais para baixo.

– Volume de negociação: o volume da última quinta-feira foi o mais alto das últimas duas semanas. Apesar disso, o volume está diminuindo ao longo do tempo, outro sinal de um movimento forte que está se aproximando.

BTC/USD BitsStamp – Gráfico de 4 horas

BTC/USD BitsStamp – Gráfico diário

*Imagem de: Alexas_Fotos por Pixabay

Texto adaptado de: CryptoPotato

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.