R$870.000: Foxbit fora do ar por 72 horas, 30 BTC desaparecidos

Brecha no sistema

A Foxbit, maior exchange de criptomoedas do Brasil, está atualmente fora do ar. Já são 72 horas de inatividade que, segundo informações, ocorreu em virtude de um erro que permitiu que seus usuários sacassem seus bitcoin duas vezes. O problema fez com que a empresa perdesse um total de 30 Bitcoins, atualmente avaliados em aproximadamente R$870.000.

Através de um livestream no YouTube, o diretor executivo João Canhada e o diretor operacional Luís Augusto Schiavon revelaram que o bug permitiu que seus usuários duplicassem 130 saques. Depois de perceber o que estava acontecendo, a Foxbit ativou imediatamente o modo de manutenção emergencial para suspender os saques. Aparentemente, o modo de manutenção corrompeu alguns dados de seus fornecedores de serviço.

De acordo com os executivos da empresa, os dados estão sendo restaurados e a Foxbit deverá retornar às operações no dia 14 de março. Através de um post em seu blog, a exchange de criptomoedas informou seus usuários que não foi hackeada, e apresentou links de duas cold wallets para mostrar que os fundos estavam seguros.

Leia mais: Binance revela novo Blockchain que dará suporte a exchanges descentralizadas

Foxbit não foi hackeada!

Em uma tentativa de acalmar seus usuários, Canhada e Schiavon disseram:

“Todos os fundos estão protegidos, tanto em reais quanto em bitcoins. Muitos clientes já devolveram os valores duplicados e estamos em contato com todos. Temos um fundo específico para cobrir eventuais perdas e os fundos em reais estão seguros em nossas contas bancárias. A plataforma não foi roubada e nem hackeada.”

Apesar dos executivos da Foxbit afirmarem que alguns usuários já devolveram os fundos duplicados, não se sabe o quanto foi devolvido. No entanto, a Foxbit assegurou que o dinheiro desaparecido não prejudica suas operações, visto que representa uma pequena porcentagem do que atualmente possui. As carteiras mostradas no post possuem cerca de 7.500 BTC.

Para proteger ainda mais seus usuários durante o período fora do ar, a plataforma está programada para cancelar diversas ordens para que usuários não percam seus saldos enquanto não puderem acessar suas contas. No entanto, os usuários que assistiram a livestream questionaram se a exchange irá compensá-los, como por exemplo, por disponibilizar um período de negociação sem taxas.

Os executivos da empresa apenas disseram que estavam bem atentos ao que estava acontecendo, mas não deram nenhum comentário adicional.

O bitcoin está crescendo de forma notável no Brasil. De acordo com dados do CryptoCompare, o real brasileiro é responsável por 0.02% do volume diário de negociações de criptomoedas, e além disso, a polícia brasileira até mesmo acabou com um esquema de pirâmide cripto no ano passado. Por fim, o presidente do banco central Ilan Goldfajn apresentou uma opinião negativa sobre o bitcoin, dizendo que a moeda se trata de “um típico esquema de bolha ou pirâmide.”

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/