Reservas de câmbio de Bitcoin atingem mínima de 4 anos

Bitcoin

Bitcoin continua caindo e com grandes saídas nas Exchanges, atingindo a reserva mínima de câmbio de 4 anos

O Bitcoin iniciou uma recente tendência de baixa que está ameaçando sua posição acima do cobiçado nível de US$ 40.000. Presume-se que isso seja causado por grandes vendas no mercado. No entanto, as métricas de câmbio continuam mostrando que esse não é inteiramente o caso. Os saldos de câmbio caíram no ano passado, apontando para tendências de acumulação maciça e isso veio à tona depois que os saldos de câmbio de Bitcoin atingiram uma nova baixa de 4 anos.

No momento da edição deste artigo o ativo em questão está sendo negociado a US$ 39.417, tendo uma perda nas últimas 24 horas de 5,86%, e na semana de 2,03% e tendo uma Market Cap de US$ 751 bilhões.

Saldos de câmbio despencam

Não é segredo que o Bitcoin deixado em Exchanges centralizadas está em declínio. No entanto, a margem pela qual isso tem caído é mais importante. Mesmo durante os momentos em que o preço do Bitcoin estava em uma tendência de recuperação e entrou em um mercado de alta, os saldos das bolsas continuaram a despencar. O resultado disso tem sido os saldos cambiais atingindo um novo mínimo, atualmente em um mínimo de quatro anos.

Isso vem de meses de saídas consistentes que estão na ordem do dia. Mesmo quando o Bitcoin recuperou sua posição acima de US$ 40.000 em várias ocasiões, as saídas de câmbio continuaram a superar as entradas, levando à queda nos saldos.

Bitcoin
Gráfico diário do Bitcoin – Fonte: TradingView

Uma das saídas mais proeminentes foi registrada em 14 de abril, quando mais de 25 mil Bitcoins avaliados em US$ 1,9 bilhão deixaram as Exchanges centralizadas em um único dia. O declínio para mínimos de 4 anos foi divulgado pela empresa de agregação de dados na cadeia CryptoQuant em um tweet na quinta-feira (21).

Saídas de Bitcoin não estão diminuindo

Apesar de atingir uma nova baixa, os investidores em BTC não estão diminuindo suas atividades de saída. Na quarta-feira, 20 de abril, as saídas de Bitcoin chegaram a US$ 1,3 bilhão, continuando a mesma tendência registrada em 15 de abril.

Isso continuou na sexta-feira com um total de US$ 1,7 bilhão em saída já registrada para o ativo digital nas últimas 24 horas. À medida que o fim de semana se aproxima, um momento em que a volatilidade pode ser bastante baixa, o mercado pode ver o ativo digital pioneiro se recuperar acima de US$ 42.000 mais uma vez, conforme métricas de fluxo de cambio sinalizou abaixo:

A taxa na qual o BTC está deixando as Exchanges sugere uma coisa: os investidores estão acumulando suas criptomoedas. Este já foi o caso das baleias, mas parece que os investidores menores estão começando a seguir o mesmo caminho.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_