Reviravolta: Facebook poderá lançar sua criptomoeda neste mês

Lançamento da moeda do Facebook poderá acontecer mais cedo do que o esperado

Ao longo dos últimos meses, o mercado de cripto se manteve curioso em relação à criptomoeda criada pelo Facebook.

O projeto, que por muito tempo teve poucos detalhes revelados (e muitas das informações apresentadas consistiam apenas em boatos), recentemente recebeu seus primeiros contornos.

Como noticiado anteriormente pelo WeBitcoin, o ativo, que agora é chamado de GlobalCoin, aparentemente é uma stablecoin atrelada ao dólar, e relatos recentes apontavam que seria lançado no início de 2020, passando por um período de testes até o final de 2019.

Entretanto, nesta quinta-feira (6) foi revelado que a moeda poderá ser lançada oficialmente neste mês, contradizendo supostos planos anteriores.

De acordo com o The Next Web, a empresa também planeja deixar o controle do ativo na mão de empresas externas, o que para muitos é uma decisão sensata, visto o histórico do Facebook com a gestão de dados dos usuários. Aparentemente a empresa decidiu “passar o bastão” para instituições financeiras e companhias de tecnologia para formar uma fundação independente que governe a GlobalCoin.

O Facebook supostamente irá cobrar de tais empresas US$10 milhões para executar cada node da rede do ativo, que terá 100, gerando uma taxa de US$1 bilhão. O capital arrecadado aparentemente será utilizado para oferecer apoio à stablecoin.

Com base nas informações apresentadas, épossível observar que o ativo não será tão descentralizado quanto algumas criptomoedas do mercado.

Anteriormente o WeBitcoin noticiou que a GlobalCoin pode não ser tão bem aceita como muitos pensam.

De acordo com um estudo, grande parte dos indivíduos que acessam o Facebook atualmente ou não possuem poder aquisitivo para utilizar o ativo, ou não possuem nenhum conhecimento sobre as criptomoedas, e tudo isso graças à idade, visto que uma boa parte dos acessos são realizados por adolescentes e por idosos.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli