Ripple: um marketplace para NFTs está a caminho?

Tendência NFT segue em alta após boom do primeiro semestre

Durante o primeiro episódio do Ripple Drop 2021, houve especulações sobre o lançamento de uma galeria de arte para NFTs na RippleNet.

“#Blockchain e #crypto trazem uma infraestrutura inovadora para melhorar a vida das pessoas. Descubra o que é necessário para seu crescimento contínuo sintonizando nosso último episódio do Ripple Drop.”

Durante este Ripple Drop, o potencial da RippleNet foi explorado, particularmente em torno da possibilidade de transformar empresas e como a RippleX está contribuindo para a comunidade XRPL.

Asheesh Birla falou sobre o crescimento global da RippleNet no ano passado, dizendo que mais de três milhões de transações foram registradas em 2020, com o Sudeste Asiático liderando o caminho.

De acordo com Birla, muito desse crescimento se deve à acelerada transformação digital causada pela pandemia, já que o serviço On-Demand Liquidity (ODL) da RippleNet “ajudou muitos clientes a navegar em uma crise de caixa da COVID” no ano passado. Ele também acredita que a RippleNet oferece aos CFOs a capacidade de transferir dinheiro instantaneamente em todo o mundo via ODL.

Mas provavelmente as coisas mais interessantes foram ditas pela CEO da RippleX, Monica Long.

De acordo com Long, a meta para 2021 é ajudar a construir novas ferramentas para casos de uso de XRPL do mundo real e apoiar os desenvolvedores com novos programas.

Galeria de NFTs na Ripple

Em particular, ela falou sobre uma série de novos projetos baseados em XRPL, como uma carteira sem custódia, um XRP toolkit e, de fato, uma galeria de arte NFT.

Ela disse:

“NFTs são obviamente um grande negócio cripto, e eu acho que há muitas oportunidades para os desenvolvedores cravarem seus dentes em casos de uso de NFT com XRPL.”

Isso seria de fato a primeira vez para a RippleNet, já que até o momento as blockchains mais usadas ​​no mundo NFT são outras.

No entanto, vale ressaltar que blockchains alternativas, principalmente Ethereum, já conquistaram uma grande participação de mercado neste setor, tanto que é muito difícil na realidade introduzir novos instrumentos baseados em tecnologias que ainda não foram inventadas.

Teoricamente, é claro, é possível que um mercado NFT baseado na Ripple pudesse ser desenvolvido, mas resta saber quantos usuários ele poderia atrair de forma realista, particularmente dada a enorme competição de plataformas que já estão bem estabelecidas neste campo.

O Conselheiro Geral da Ripple, Stuart Alderoty, falou mais tarde sobre a regulamentação das criptomoedas nos EUA, dizendo que está preocupado com a possibilidade de afastar os inovadores de outros países que já estabeleceram uma estrutura regulatória clara para criptomoedas.

A Ripple está em litígio com a SEC há alguns meses, então as relações entre a empresa e o regulador americano estão longe de ser boas. Até o momento, os Estados Unidos ainda parecem ser capazes de atrair inovadores de criptomoedas para seu território, especialmente com o que estão tentando fazer em Miami e Nova York.

Entretanto, é justo dizer que, em nível regulatório, existem países que já realizaram mais trabalhos relacionados às criptomoedas do que os Estados Unidos, principalmente a Suíça, que pode ser mais atraente no momento.

Fonte: Cryptonomist

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.