SBI Ripple Asia capacita primeiro corredor de remessas transfronteiriças do Camboja usando a RippleNet

A SBI Ripple Asia, uma joint venture entre a SBI Holdings e a Ripple, facilitará o primeiro serviço de remessa internacional do Camboja usando a tecnologia blockchain.

Em colaboração com o SBI LY Hour Bank, que é uma subsidiária da SBI Holdings, a SBI Ripple Asia permitirá que as transferências de dinheiro entre o Camboja e o Vietnã sejam mais rápidas, baratas e convenientes – graças à RippleNet, a rede de pagamentos baseados em livros-razão distribuídos da Ripple. A RippleNet é um serviço financeiro oferecido pela Ripple que utiliza XRP para liquidar transações em tempo real entre moedas de uma maneira eficiente, sem atrito e conveniente. Em nome do Grupo SBI, Yoshitaka Kitao, o CEO do banco, disse:

“Buscaremos sinergias ao máximo no futuro, fornecendo generosamente novas tecnologias, como a tecnologia de razão distribuída (DLT) promovida pelo Grupo SBI para empresas dentro e fora do grupo, especialmente na região asiática em rápido desenvolvimento. Gostaríamos de liderar a globalização das finanças utilizando tecnologia de ponta, conduzindo, por exemplo, ao desenvolvimento de um serviço de transferência de dinheiro que incorpora criptoativos.”

Por meio da parceria, será habilitado um corredor de pagamentos entre os bancos do Camboja e do Vietnã. Os serviços de pagamento serão oferecidos a taxas baixas e serão liquidados em tempo real, aproveitando a tecnologia baseada em blockchain.

Apesar dos contratempos da Ripple com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, que alega que o XRP está operando como um título não regulamentado nos Estados Unidos, o SBI Group tem sido um aliado firme da Ripple, mesmo quando parceiros como a MoneyGram suspenderam sua colaboração com a fintech. Graças a isso, a adoção de XRP cresceu significativamente na Ásia em meio ao processo que a Ripple enfrenta nos Estados Unidos.

De acordo com um relatório de ganhos recente divulgado pela Ripple, a empresa conseguiu aumentar suas vendas de XRP em 97% no primeiro trimestre de 2021. Isso se traduz em vendas de $ 150,34 milhões em XRP para o primeiro trimestre de 2021, em comparação com vendas líquidas de $ 76,27 milhões no quarto trimestre de 2020. Não é preciso dizer que o XRP continuou a prosperar, apesar da batalha legal que a Ripple está travando atualmente.

Depois que o caso for resolvido, pode até haver a possibilidade de a Ripple abrir o capital da empresa. Recentemente, o CEO do SBI Group Kitao expressou publicamente que desejava que a empresa fosse a público depois que o caso judicial com a SEC estivesse resolvido. Isso se alinha com as visões do CEO da Ripple Brad Garlinghouse para a empresa, como ele havia afirmado anteriormente durante as entrevistas que a Ripple aspira realizar uma oferta pública inicial (IPO) no futuro.

Fonte: Blockchain News

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.