SEC ao público: Cuidado com a “Bitcoin Revolution”

Bitcoin Revolution tem suscitado suspeitas entre os reguladores dos Estados Unidos

A Comissão de Valores Mobiliários (SEC) emitiu outro aviso contra a “Bitcoin Revolution”, que se promove como um programa de negociação de criptomoedas endossado por funcionários do governo, empresários e celebridades.

“A comissão instou o público a evitar ou parar de investir em esquemas oferecidos pela Bitcoin Revolution ou qualquer outra entidade envolvida na negociação de ativos digitais e prometendo taxas de retorno ridículas com pouco ou nenhum risco”, afirmou a SEC em comunicado nesta quarta-feira.

A SEC já havia sinalizado sobre a Bitcoin Revolution antes em um comunicado de 30 de março. O regulador emitiu o segundo aviso depois de saber que a Bitcoin Revolution continuou a solicitar investimentos sem a licença necessária. Ele usa o domínio ‘the-bitcoinrevolution.com’.

“A Bitcoin Revolution permanece sem registro e não autorizada para solicitar e aceitar investimentos ou colocações do público, nem emitir contratos de investimento e outras formas de valores mobiliários”, afirmou a SEC.

“O grupo também continua a gerenciar sua plataforma de troca digital sem o registro adequado na SEC, violando a proibição do uso de exchange não registrada nos termos do Código de Regulamentação de Valores Mobiliários”, acrescentou.

Segundo a comissão, a Bitcoin Revolution não aparece na lista de entidades registradas no Bangko Sentral Pilipinas.

A entidade é conhecida por usar endossos falsos de personalidades conhecidas como o senador Emmanuel “Manny” Pacquiao, o ex-senador Manuel “Manny” Villar Jr. e o apresentador de televisão Boy Abunda.

O Departamento de Finanças também alertou o público sobre as “informações falsas e fraudulentas” da Bitcoin Revolution emitidas pelo secretário de finanças que promove a entidade.

“O público deve estar ciente de que as criptomoedas são muito voláteis e o processo de negociação de ativos digitais é altamente especulativo e envolve um maior grau de risco e que as operações dessas entidades não regulamentadas envolvidas na negociação de ativos digitais são completamente inexplicáveis”, afirmou a SEC.

“No entanto, a comissão assegura ao público que monitora e supervisiona continuamente essas entidades e suas atividades da maneira que julgar apropriada, a fim de impedir a proliferação de golpes e/ou qualquer outro esquema não autorizado ou ilegal no país”. adicionou a SEC.

Fonte: ManilaTimes

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.