SEC: CEO da Tesla, Elon Musk violou duas vezes a política ordenada pelo tribunal

A Securities and Exchange Commission (SEC) disse à Tesla que, Elon Musk, CEO da empresa, violou duas vezes uma política ordenada pelo tribunal com seus tweets.

A Securities and Exchange Commission (SEC) disse à Tesla que a atividade do Twitter do CEO da empresa, Elon Musk, violou duas vezes uma política ordenada pelo tribunal que exigia que seus tweets fossem aprovados pelos advogados da empresa, de acordo com o The Wall Street Journal.

Musk costumava fazer tweets sobre criptomoedas, mas aqui, a SEC estava especificamente preocupada com tweets sobre os volumes de produção do teto solar da Tesla e o preço de suas ações.

Em maio de 2020, a SEC disse à Tesla que a empresa “falhou em aplicar esses procedimentos e controles, apesar das repetidas violações do Sr. Musk”.

“A Tesla abdicou dos deveres exigidos pela ordem do tribunal”, acrescentou a carta da SEC. Steven Buchholz, oficial sênior da SEC, também assinou a carta.

SEC olha para tweets da Tesla

A exigência para que os tweets de Musk fossem pré-aprovados pela Tesla foi uma ação coercitiva que a SEC aplicou à empresa na sequência da investigação de fraude de 2018.

Musk e Tesla resolveram a investigação da SEC sem admitir ou negar irregularidades.

A política de mídia social da SEC, desde então, causou mais atrito entre a Tesla e a SEC. Em 29 de julho de 2019, Musk twittou: “Enrolando a linha de produção rapidamente. Esperando fabricar ⁓1.000 tetos solares / semana até o final deste ano. ”

Este tweet, de acordo com a SEC, deveria ser assinado pela empresa.

A exigência da SEC incluía quaisquer mensagens públicas que abordassem “números de produção ou números de vendas ou entrega”, de acordo com uma carta que a SEC enviou à Tesla em agosto de 2019.

Em 1º de maio de 2020, as ações da Tesla caíram após um tweet de Musk que simplesmente disse: “O preço das ações da Tesla está muito alto.” Mais uma vez, a SEC estava insatisfeita, mas a Tesla disse que o tweet meramente refletia a opinião pessoal e, portanto, não exigia autorização.

“Diante das repetidas recusas do Sr. Musk em enviar suas comunicações por escrito cobertas no Twitter para a Tesla para pré-aprovação, estamos muito preocupados com as repetidas determinações da Tesla de que não houve violações de política por causa de supostas exclusões”, a SEC disse em outra carta datada de 8 de maio de 2020.

De acordo com o The Wall Street Journal, o advogado externo da Tesla disse que os reguladores tentaram “assediar e silenciar o Sr. Musk”.

No cerne desta questão está a percepção da SEC sobre o potencial dano ao investidor. Em uma carta de junho de 2020, a SEC disse:

“Instamos a empresa a reconsiderar suas posições neste assunto, agindo para implementar e fazer cumprir os controles e procedimentos de divulgação… para evitar mais danos aos acionistas”.

Tweets cripto de Musk

Embora esses relatórios não discutam os tweets de Musk relacionados à criptomoedas, um estudo do Blockchain Research Lab mostrou recentemente que as reflexões sobre Bitcoin e Dogecoin de Musk também impactam esses mercados.

“Com base em seis atividades recentes do Twitter relacionadas à criptomoedas, identificamos um volume de negociação anormal altamente significativo após cada evento”, disse Lennart Ante, pesquisador do Blockchain Research Lab, acrescentando:

“Descobrimos retornos significativamente anormais de até 18,99% para Bitcoin e 17,31 para Dogecoin em diferentes intervalos de tempo.”

Assim como os tweets sobre os preços das ações da Tesla ou tetos solares, os tweets sobre criptomoedas também têm consequências.

“Se um único tweet pode potencialmente levar a um aumento de US $ 111 bilhões na capitalização de mercado do Bitcoin, um tweet diferente também pode eliminar um valor semelhante”, disse Ante.

Fonte: Decrypt

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.