SEC emite guia para ajudar investidores a identificar possíveis golpes envolvendo criptomoedas

Comissão emite alerta para práticas vinculadas a esquemas fraudulentos

A SEC americana e a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) se uniram para emitir um alerta aos investidores contra sites fraudulentos que pretendem operar empresas de consultoria e comércio.

O alerta, emitido pelo Escritório de Educação e Defesa do Investidor da SEC e pelo Escritório de Educação e Divulgação do Cliente da CFTC, foi publicado na última quarta-feira (24), e afirma que funcionários de ambas agências recentemente observaram muitos golpes de investimento envolvendo criptomoedas nos quais os golpistas promovem negócios de assessoria e comércio de criptomoedas, em alguns casos alegando poder investir fundos de clientes em sistema de cripto especiais ou supostas fazendas de mineração.

Os golpistas frequentemente prometem retornos lucrativos (20% – 50%) com “pouco ou nenhum” risco para os clientes. Para proteger os investidores, as agências estabeleceram seis “sinais vermelhos’ que geralmente caracterizam operações fraudulentas, pedindo ainda que os investidores examinem minuciosamente ofertas do setor.

Ao passo que garantir retornos e investimentos sem risco representa uma característica suspeita, o texto aponta que golpes podem ainda utilizar uma linguagem complexa ou confusa para desorientar o investidor e esconder inconsistências.

Além disso, as agências pedem que os investidores consultem o status da licença e registro dos operadores do esquema no site Investor.gov, alertando contra a participação em investimentos não listados. Outro sinal é a divulgação por meio de um discurso de vendas de um vendedor desconhecido, o qual as agências apontam que utilizam nomes e fotos falsas.

Por último, o alerta nota que as aparências “boas demais para serem verdade” e a “pressão para comprar IMEDIATAMENTE” podem ser dicas que o esquema é duvidoso.

Os avisos são emitidos após dois homens serem acusados de operar um esquema envolvendo Bitcoin que prometia retornos tão altos quanto 50% sem a incidência de riscos.

Em 2018 a SEC criou um site simulado de ICO contendo todos os sinais vermelhos como parte de uma campanha de conscientização. Aqueles que realizaram tentativas e adquirir a oferta foram redirecionados a uma página de orientação educacional na plataforma online da SEC.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli