Senado dos EUA pressiona Facebook sobre informações de sua criptomoeda

Autoridades querem saber detalhes sobre projeto de cripto do Facebook

O Comitê do Senado dos EUA para Assuntos Bancários, Habitação e Urbanos aparentemente está buscando por informações sobre o projeto da criptomoeda do Facebook. As preocupações da autoridade foram endereçadas em forma de uma carta ao fundador e CEO Mark Zuckerberg na última quinta-feira (9).

Com uma série de questionamentos, o Senado destaca certos aspectos de proteção ao consumidor, questionando Zuckerberg sobre como a empresa pretende realizar a proteção das informações financeiras dos investidores. O comitê também perguntou se o Facebook compartilha ou vende informações com terceiros não afiliados.

A companhia se envolveu em controvérsias no ano passado, quando virou alvo de diversos escândalos envolvendo a privacidade dos usuários. Em abril de 2018, o próprio Zuckerberg testemunhou diante do Congresso sobre as práticas da empresa. Legisladores canadenses também o chamaram para testemunhar após descobrirem que o Facebook violou as leis de privacidade do país.

Ademais, o comitê questiona se a empresa possui alguma informação sobre a posição de crédito, capacidade de crédito, capacidade creditícia ou informações que possam afetar a capacidade de qualquer indivíduo na obtenção de crédito.

Os rumores da Facebook Coin surgiram de dezembro após um anúncio da Bloomberg, que afirmou que a empresa estaria criando um token para uso no Whatsapp no mercado indiano.

Em fevereiro o New York Times noticiou que o token poderia ser utilizado em múltiplas plataformas, incluindo o Instagram e o próprio Facebook. Fontes anônimas também afirmaram que o ativo provavelmente será uma stablecoin atralada a uma moeda fiat.

Recentemente foi noticiado que a empresa supostamente está buscando arrecadar US$1 bilhão em investimentos da Visa e Mastercard para o projeto.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli