Sotheby’s vai fundo na criptomoeda, investindo US $ 20 milhões no NFT Studio Mojito

O investimento mútuo da Sotheby’s e da Future Perfect Ventures elevou a avaliação da Mojito para US $ 100 milhões.

O principal mercado de arte e luxo – Sotheby’s – juntou-se a um investimento inicial de US $ 20 milhões destinado à empresa de tecnologia NFT Mojito. A Future Perfect Ventures, sediada em Nova York, que liderou a rodada de financiamento, foi outro investidor na iniciativa.

Abrindo novas portas.

De acordo com o comunicado da Forbes, o investimento avaliou Mojito em US $ 100 milhões. Além da Sotheby’s e da Future Perfect Ventures, incluiu outros participantes, como Creative Artists Agency e NEA’s Connect Ventures. Ainda assim, como líder do financiamento, a Future Perfect Ventures colocará Jalak Jobanputra no conselho da Mojito.

O estúdio NFT planeja utilizar os fundos para desenvolver suas equipes de engenharia e construir uma versão melhor de sua plataforma. Ele também visa vincular mais parcerias para lançar mercados de tokens não fungíveis específicos para marcas diferentes das tradicionais.

É importante notar que isso marca o primeiro investimento da Sotheby’s em uma empresa relacionada à criptoativos. Charles F. Stewart – CEO da corporação – apontou as razões por trás do envolvimento:

“Acreditamos no futuro do uso de blockchain para expandir a propriedade de ativos digitais. Há uma grande quantidade de foco e interesse em NFTs … A missão da Sotheby’s é promover o acesso e a propriedade de arte excepcional e objetos de luxo, portanto, focar e desenvolver esta área faz muito sentido.”

Neste ano, a mania NFT estava crescendo e registrou grandes volumes de negociação. Isso não passou despercebido pela Sotheby’s, e a empresa organizou uma venda online dedicada de NFTs do Bored Ape Yacht Club (BAYC). Pouco depois, a coleção digital foi vendida por colossais US$ 24,4 milhões.

Diamante para criptomoeda.

A renomada casa de leilões recebeu popularidade entre a comunidade cripto com outro empreendimento recentemente. Em julho, anunciou a venda do segundo maior diamante em forma de pêra a ser oferecido publicamente a um preço de US $ 12 milhões.

A Sotheby’s divulgou que a peça da “Chave 101,38″ passou por análise química e foi categorizada como um diamante Tipo IIa, ou em termos mais simples: “o tipo de diamante mais quimicamente puro que possui transparência óptica excepcional”. A empresa forneceu um certificado de autenticidade para ele.

Curiosamente, o licitante anônimo pagou pelas jóias usando criptomoeda. A Sotheby’s não divulgou as informações do vencedor, nem qual ativo digital utilizou para a transação.

As escolhas, no entanto, não eram infinitas, já que a empresa habilitou apenas as duas maiores criptomoedas na oferta – BTC e ETH.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8