Stablecoin pode salvar a Rússia das sanções mundial

Stablecoins

Banco estatal sugere que a Rússia emita uma stablecoin lastreada no ouro para se safar das sanções contra o país

Pesquisadores do Banco russo VEB sugeriram que o país emita uma stablecoin lastreada em ouro para pagamentos internacionais e evitar sanções impostas depois que o país invadiu a Ucrânia em fevereiro.

O Instituto de Pesquisa e Especialização do Banco estatal acolheu a ideia em um relatório intitulado Pagamentos Globais sob Sanções: Estado Atual e Perspectivas (PDF em russo), que diz que o Ministério das Finanças deve criar uma estrutura para como as empresas russas sob sanções podem usar criptomoedas.

O relatório, apresentado na quarta-feira (22), durante o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, propõe medidas para permitir que a Rússia negocie internacionalmente, evitando sanções destinadas a isolar o país dos mercados de capitais globais.

O ouro pode ser uma ferramenta útil para compensar a perda da maior parte da receita de exportação da Rússia, dizem os autores. Por um lado, o país pode vender suas reservas para compradores em países que não suportam as sanções. Como os negócios ocorreriam no balcão, seriam difíceis de rastrear, diz o relatório.

O metal também pode servir de suporte para uma stablecoin “rublo de ouro”. “Os americanos não terão meios de bloquear operações com o rublo cripto-ouro porque o preço estará vinculado ao preço do ouro no mercado global”, diz o relatório. A stablecoin seria usada exclusivamente para liquidar transações de importação e exportação, não para pagamento dentro da Rússia, diz.

Uma desvantagem: a stablecoin precisará existir por 7 a 10 anos antes de estabelecer um histórico como uma criptomoeda confiável, observam os autores.

Os autores também sugerem aumentar a colaboração com China, Índia e outros países do BRICS, Brasil e África do Sul, incluindo a criação de um sistema de liquidação baseado em blockchain. Alternativamente, cada país poderia emitir sua própria moeda digital circulando nos mercados nacionais que seriam conectados por “corredores” para liquidação.

O relatório menciona a popularidade da mineração de criptomoedas no Irã , dizendo que o país está usando criptomoedas com sucesso para contornar as sanções dos EUA. O caso do Irã “mostra que as criptomoedas podem ser uma alternativa real ao dólar americano em certas circunstâncias”.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_