Standard Chartered lança plataforma de financiamento comercial baseada em Blockchain

O Standard Chartered uniu forças com o Linklogis para incorporar uma nova plataforma digital de financiamento de comércio baseada em blockchain chamada Olea.

A instituição bancária multinacional britânica Standard Chartered lança plataforma de financiamento comercial baseada em Blockchain. A plataforma se chama Olea e seu objetivo seria reunir “investidores institucionais que buscam oportunidades em uma classe de ativos alternativa com empresas que exigem financiamento da cadeia de suprimentos”.

Olea está posicionada para reinventar as finanças

O banco Standard Chartered, com sede em Londres, iria ampliar sua linha de produtos lançando uma plataforma de financiamento comercial digital baseada em blockchain chamada Olea. Para isso, a instituição financeira uniu forças com a empresa de fintech Linklogis.

A sede da joint venture seria em Cingapura, pois as duas empresas administrariam igualmente a plataforma. Olea foi projetada para desenvolver os serviços de financiamento comercial digital do Standard Chartered, como gerenciamento de documentação e eventos digitalmente.

A CEO da plataforma seria Amelia Ng – funcionária da SC Ventures (unidade de fintech do banco britânico). Ela opinou que a colaboração poderia ser altamente benéfica para o setor financeiro:

“Ao unir a experiência de gerenciamento de risco e comércio internacional do Standard Chartered e seu conhecimento incomparável da Ásia, África e Oriente Médio com as inovações da Linklogis em tecnologia de cadeia de suprimentos, a Olea está em uma posição única para reinventar o financiamento do comércio e ser uma força para o bem.”

Por sua vez, Letitia Chau – diretora de riscos e vice-presidente da Linklogis – atuaria como vice-presidente da nova plataforma.

É importante notar que o Standard Chartered e o Linkolgis compartilham uma história. Em 2019, as empresas se uniram para explorar o ecossistema financeiro da cadeia de suprimentos.

Esforços de cripto anteriores do Standard Chartered

No início de junho, um dos principais bancos do Reino Unido – o Standard Chartered, tornou – se a próxima instituição financeira a aderir à mania das criptomoedas. Naquela época, apresentava planos para lançar uma plataforma de corretagem e câmbio na Europa até o final de 2021.

O projeto atenderia aos clientes institucionais europeus do banco, que poderiam negociar bitcoin, ether e outros ativos digitais. Algumas entidades o operariam em conjunto. Mais especificamente, SC Ventures e BC Technology Group.

“Temos uma forte convicção de que os ativos digitais vieram para ficar e serão adotados pelo mercado institucional como uma classe de ativos altamente relevante”, comentou Alex Manson – executivo da SC Ventures.

A mudança da StanChart não foi uma surpresa, pois, no final do ano passado, seu CEO – Bill Winters – disse que a criação e adoção de ativos digitais são “absolutamente inevitáveis“. Ele acrescentou que tanto o setor privado quanto as entidades apoiadas pelo governo conduziriam o lançamento de criptomoedas.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8