Startup suíça investe US$100 milhões na criação de banco de criptomoedas

Projeto pretende criar ponte entre bancos tradicionais e criptoativos

Nesta quarta-feira (26 de setembro) a Reuters, mídia de notícias online, informou que a startup suíça SEBA Crypto Ag pretende criar um banco que oferece serviços vinculados à criptomoedas.

Aparentemente a startup reuniu uma quantia aproximada de US$103 milhões para o desenvolvimento do projeto.

Segundo boatos, a SEBA é liderada por Guido Buehler e Andreas Amschwand, ex-banqueiros da UBS, empresa global que presta serviços financeiros.

Leia mais: Investidores desenvolvem esquema para contornar proibição de ICO’s na China

Visando fornecer serviços de criptografia para outros bancos e investidores qualificados, a startup pretende solicitar uma licença de revenda bancária e valores mobiliários ao FINMA, regulador do mercado financeiro suíço.

De acordo com Buehler, a SEBA possui o objetivo de se tornar uma ponte entre o banco tradicional e as criptomoedas. Inicialmente a startup pretende fornecer consultas sobre ICO’s e financiamentos corporativos, dentre outros serviços.

Na Suíça, temos o comprometimento de diversas autoridades para estabelecer um ambiente regulatório abrangente para o desenvolvimento da tecnologia blockchain e o crescimento estável e sustentável de criptoativos”, declarou Amschwand.

A startup pretende expandir suas operações para grandes centros financeiros, começando por Zurich no próximo ano.

Leia mais: Presença de malwares de mineração de criptomoedas aumentou em 86% no segundo trimestre de 2018

FONTE: COINTELEGRAPH