Subsidiária do maior banco do Japão alega ter identificado a fonte por trás do hack da exchange de criptomoedas Zaif

A companhia utilizou uma criptomoeda de baixo valor de mercado para rastrear os atacantes

De acordo com um comunicado, a Japan Digital Design Co. (JDD), subsidiária do maior bando do Japão, descobriu a fonte por trás do hack que resultou no roubo de US$60 milhões da exchange de criptomoedas Zaif.

Após o incidente, a JDD se aliou a pesquisadores de segurança cibernética locais para monitorar o capital roubado, esperando que os atacantes movessem os ativo na tentativa de lavagem de dinheiro.

Leia mais: Nova Zelândia: Autoridade financeira adiciona 3 plataformas de criptomoedas à sua lista negra

O comunicado não entrou em detalhes, mas aparentemente uma das criptomoedas roubadas, a de menor valor de mercado, auxiliou na acumulação de dados sobre os hackers.

O JDD supostamente utilizou a matriz da moeda para analisar as transações envolvendo o capital roubado e juntar pistas sobre a identidade dos invasores, como endereço de IP e origem.

O anúncio foi realizado nesta segunda-feira. Até o momento, detalhes mais aprofundados não foram noticiados.

O roubo da exchange de criptomoedas Zaif é um dos maiores da categoria registrado até o momento. Fontes relatam que os clientes ainda aguardam reembolso.

Leia mais: BitMEX lança ferramenta para monitorar forks de Bitcoin e Bitcoin Cash

FONTE: CCN

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli