Sueco é acusado de enviar bomba caseira à empresa de criptomoedas que se recusou a mudar sua senha em plataforma online

O dispositivo foi entregue no antigo escritório da empresa

De acordo com a BBC, um homem foi recentemente condenada a 6 anos e meio de prisão após enviar uma bomba caseira “potencialmente letal” a uma companhia que trabalha com Bitcoin e outras criptomoedas, com sede no reino Unido.

O Tribunal Distrital de Estocolmo julgou Jermu Michael Salonen, de 43 anos, e o declarou culpado de enviar uma bomba aos funcionários da Cryptopay. Salonen também foi acusado pelo envio de uma espécie de pó branco para os políticos suecos, incluindo o Primeiro-Ministro.

A Cryptopay é uma companhia que fornece serviços de exchange, wallet de Bitcoin e cartão de débito no Reino Unido.

De acordo com Jermu, o crime foi uma tentativa de se vingar da Cryptopay após a empresa se negar a mudar sua senha na plataforma online. Segundo a BBC, o pedido foi negado pois a ação contrariava a política da empresa.

O caso ocorreu em novembro de 2017, e o dispositivo foi entregue em uma firma de contabilidade anteriormente usada pela Cryptopay.

Em março deste ano, um funcionário da firma suspeitou do conteúdo do pacote, que ainda não havia sido aberto. O pacote foi enviado ao Comando de Combate ao Terrorismo da Polícia Metropolitana, que encaminhou as informações adquiridas para a Interpol.

De acordo o cofundador da Cryptopay, George Basiladze, a empresa havia mudado de escritório apenas meses antes da encomenda ser entregue.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli