Taxas de transação do Bitcoin atingem alta de 10 meses antes do halving

As taxas recordes da rede do Bitcoin foram registradas durante o rally de 2017

A taxa média de transação na rede Bitcoin saltou para uma alta de 10 meses antes do halving, já que a demanda por espaço na rede está aparentemente aumentando.

De acordo com dados do BitInfoCharts, as taxas médias de transações na rede Bitcoin subiram para US$ 2,94 em 30 de abril, um nível que não é visto desde julho de 2019. Um dia antes do aumento, as taxas eram de US$ 1,28, e o um dia antes chegaram a US$ 0,66.

Em janeiro deste ano, a taxa média de transação foi de US$ 0,29, segundo dados da mesma fonte.

Bitcoin taxas transações

Fonte: BitInfoCharts

 

Embora a taxa média de transação tenha caído abaixo da marca de US$ 2 para US$ 1,8, vale ressaltar que, ao longo de abril, as taxas na rede principal da criptomoeda continuaram subindo. As taxas estão subindo notavelmente antes do terceiro halving do Bitcoin, que verá as recompensas dos blocos caírem de 12,5 BTC para 6,25 BTC por bloco.

Dados da Blockchain.com mostram que o mempool da rede tinha um grande estoque de transações não confirmadas no momento em que as taxas subiram. Notavelmente, o aumento não estava relacionado a uma elevação no número de transações do BTC sendo feitas por dia.

Os dados do CryptoCompare mostram, de fato, que o número de transações confirmadas de Bitcoin por dia caiu significativamente no início deste ano durante a chamada ‘Quinta-feira Negra’, depois que o preço do BTC despencou 40% em pouco mais de 24 horas, e só agora está se recuperando.

bitcoin price vs fees

Fonte: CryptoCompare

 

As taxas médias de transação do Bitcoin atingiram uma alta histórica de US$ 54 em dezembro de 2017, quando o preço da criptomoeda atingiu sua alta histórica perto da marca de US$ 20.000. Desde então, vários recursos foram implementados para melhor usar o 1 MB da rede. Isso inclui o SegWit e lote de transações.

Fonte: CryptoGlobe

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader desde 2017. Aficionado por tecnologia e entusiasta das criptomoedas, viu no WeBitcoin a oportunidade de unir duas paixões.