Taxas de transações em Bitcoin estão custando menos de $1 dólar

Nos últimos dias, as taxas de transações em Bitcoin caíram para menos de $1 dólar, mesmo com o tamanho do mempool do bitcoin mantendo-se relativamente alto, com mais de 120 milhões de bytes.

Taxas de $1 dólar

As populares plataformas de carteira do bitcoin, como o Blockchain, estão cobrando uma taxa de 55 satoshis por byte, o que equivale a cerca de $1 dólar para transações de tamanho médio. No mês passado, as transações de tamanho médio do bitcoin custavam $30 dólares, especialmente em plataformas de carteira e em exchanges que não fossem Segwit.

De acordo com a fabricante de hardware cripto Ledger, o SegWit pode diminuir em 35% as taxas de transações. Se as principais empresas tais como a Coinbase e a Blockchain integrassem o SegWit, as taxas da transações para transações normais do bitcoin poderiam cair para menos de $1 dólar.

Recentemente, a Coinbase, uma das empresa cripto mais valiosas, foi fortemente criticada pela ausência do SegWit e do processamento de transações múltiplas. Vários analistas afirmaram que a Coinbase está contribuindo significativamente para o congestionamento da rede Bitcoin.

Em resposta, o diretor executivo da Coinbase, Brian Armstrong, afirmou que a empresa adotará em breve o SegWit e o processamento de transações múltiplas para que usuários tenham taxas de transações baixas e total fluidez ao negociar seus bitcoins.

Leia mais: Coréia do Sul vai cobrar impostos das casas de câmbio de 24,2%

Blocos de 2mb sem aumento de blocos

O fornecedor de serviços de segurança multi-assinatura e empresa de tecnologia em blockchain, Bitgo, revelou esta semana que blocos de 2 MB foram minerados esta semana em virtude das transações otimizadas pelo SegWit e contribuições criadas pelo BitGo com taxas extremamente baixas. O BitGo demonstrou que mesmo sem um aumento do tamanho do bloco para 2MB, os blocos do bitcoin ainda podem expandir para 2MB com o SegWit integrado.

No entanto, uma pesquisa da Cornell observou que, considerando que os nós na rede do Bitcoin tenham significativamente mais largura de banda do que outras redes públicas do blockchain, a rede do Bitcoin pode aumentar seu tamanho de bloco para 1.7MB e não afetar a sincronização do nó.

“Os nós do Bitcoin geralmente têm alocado uma largura de banda maior do que o Ethereum. Comparado com nosso estudo anterior em 2016, vemos que a largura de banda média para um nó do Bitcoin aumentou em 1.7x. Um nó comum do Bitcoin tem muito mais largura de banda disponível do que antes. A alocação de uma largura de banda maior indica que o tamanho máximo do bloco pode ser aumentado sem afetar as taxas orphan, o que por sua vez, afetaria a descentralização,”dizia a pesquisa.

Seria sustentável?

A médio prazo, é esperado que, se a escala on-chain for implementada, as soluções de escalas de duas camadas como a Lightining e sua sinergia com o SegWit expandam a capacidade do blockchain do bitcoin. Se a rede blockchain do bitcoin puder lidar com mais transações, a rede terá menos congestionamentos, o que gerará taxas menores e mais rapidez nos períodos de confirmação, mesmo para transações grandes.

Visto que ainda não está claro se as taxas de $1 dólar na rede do Bitcoin serão sustentáveis a médio prazo, e quanto tempo levará para as empresas adotarem o SegWit e o Lightining, a escala on-chain poderá ser uma solução a médio prazo.

Fonte: CCN.com

Foto de Andre Cardoso
Foto de Andre Cardoso O autor:

André , ariano, engenheiro, empreendedor, trader de criptos profissional, palestrante e professor. Adora números, gráficos e aprender coisas novas.

andre.cardoso.btc/