Telegram está permitindo o envio de criptomoeda entre usuários

Telegram

Através da Blockchain Open Network é possível enviar pelo Telegram o token Toncoin sem pagar taxas nas transações

A Open Network (TON), uma blockchain descentralizada inicialmente projetada pelo Telegram, anunciou esta semana que está adicionando um bot que permite que mais de 550 milhões de usuários do Telegram enviem criptomoedas para outros usuários via chat. O lançamento inicial do bot “wallet” permitirá o envio e recebimento de Toncoins, que os desenvolvedores afirmam que não terão taxas de transação.

A história do aplicativo de mensagens com as criptomoedas não é de hoje, em outubro de 2019, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA apresentou uma queixa contra o aplicativo de mensagens depois que o Telegram levantou US$ 1,7 bilhão por meio de uma venda privada de tokens. A SEC alegou que os tokens Gram eram títulos não registrados. Como parte de um acordo de junho de 2020, o Telegram concordou em devolver US$ 1,224 bilhão aos investidores.

No processo, a empresa do aplicativo de mensagens entregou o controle do Telegram Open Network e do Toncoin, agora a 205ª maior criptomoeda e sendo negociada a US$ 2,26 de acordo com o CoinMarketCap.com com um valor de US$ 2,83 bilhões, para a comunidade The Open Network, uma comunidade de código aberto dedicada ao desenvolvimento do Toncoin e o blockchain associado.

De acordo com a The Open Network, aqueles que desejam enviar Toncoin através do novo bot de carteira, que afirma ter sido usado por mais de 800.000 contas no Telegram desde que foi ativado no início desta semana, precisarão instalar a versão mais recente do aplicativo Telegram.

Assim como o Discord, o app de mensagens permite que usuários (como The Open Network) criem bots para automatizar atividades na plataforma. Embora o Telegram permita o bot de carteira, isso não significa necessariamente que ele o endosse.

Uma ferramenta semelhante foi criada em 2019 pela Lightning Labs, um grupo de desenvolvimento na Bitcoin Lightning Network. Apelidado de Lightning Torch, os usuários podiam enviar pequenas quantidades de Bitcoin, conhecidas como satoshis, via Twitter. Em setembro de 2021, o Twitter tornou as gorjetas em Bitcoin via Lightning Network parte de sua plataforma e, em fevereiro, adicionou endereços Ethereum ao seu recurso Dicas.

https://twitter.com/jack/status/1092892320842706944?s=20&t=6UP6jMrurp1oFrxVzwUUeQ

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_