Terra (LUNA) ultrapassa Cardano e Solana em market cap e valoriza mais de 78%

Terra LUNA

Terra (LUNA) conquista o 7ª lugar no ranking das maiores criptomoedas do mercado

Embora o mercado de criptomoedas permaneça altamente volátil em meio ao conflito armado em curso entre a Rússia e a Ucrânia, o Terra (LUNA) se moveu rapidamente contra a multidão e aumentou mais de 78% nos últimos sete dias.

No momento desta publicação, o LUNA estava sendo negociado a US$ 91,00, alta de 25,54% em 24h e 78,66% em uma semana, de acordo com dados da CoinMarketcap.

Consequentemente, o aumento de preço aumentou a capitalização de mercado da LUNA (o preço combinado de todos os seus tokens atualmente em circulação) para mais de US$ 33 bilhões, tornando-a a sétima maior criptomoeda do mundo.

Notavelmente, o Terra ultrapassou Cardano (ADA) e Solana (SOL), agora classificados em 9º e 8º, respectivamente, em seu caminho para o topo.

Terra LUNA

Terra (LUNA) conquista o 7ª lugar no ranking das maiores criptomoedas do mercado – Fonte: CoinMarketCap

Ainda assim, ambas as moedas também estão mostrando resultados positivos. No momento desta publicação, a ADA estava sendo negociada a US$ 0,9535, alta de 12,04% em 24h. Por sua vez, o preço da SOL atingiu US$ 99,18, com alta de 16,67% nas últimas 24 horas.

Cripto se recupera apesar da turbulência

Como o Webitcoin vem relatou, as criptomoedas recentemente ganharam destaque e estão desempenhando um papel significativo ao ajudar a facilitar doações para a Ucrânia sitiada.

Por um lado, uma nova organização não governamental criada para apoiar o exército ucraniano já recebeu mais de 192,4 Bitcoin de usuários compassivos, atualmente valendo mais de US$ 8 milhões.

Ontem, Gavin Wood, fundador da Polkadot, até prometeu doar sozinho US$ 5 milhões para a Ucrânia se o país fornecer seu endereço DOT.

Embora a mudança tenha enfrentado algumas críticas inicialmente, já que alguns usuários acusaram Wood de “dar um xeque” em seu projeto em meio a uma tragédia, comentaristas menos críticos apontaram que Wood pode querer evitar impostos sobre ganhos de capital pagando em tokens DOT.

Por sua vez, o vice-primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, que aparentemente não está satisfeito apenas com a proibição do SWIFT da Rússia, pediu que as exchanges de criptomoedas também bloqueiem todos os endereços russos.

Desde então, as principais Exchanges Binance e Kraken se recusaram oficialmente a fazê-lo, a menos que sejam legalmente obrigadas. Talvez não tenha sido uma boa ideia exigir proibições da comunidade focadas na descentralização, transparência e inclusão.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_