Tesla vendeu os Bitcoins, mas diz que estão com todos Dogecoins

Tesla
Tesla vende seus Bitcoins, mas permanecem com seus Dogecoins – Imagem: Screen Rant

Venda de Bitcoin realizada pela Tesla repercutiu negativamente e relatórios demonstram o motivo da venda

A Tesla divulgou seu relatório financeiro do segundo trimestre de 2022, que mostrou que a empresa vendeu 75% de suas participações em Bitcoin, faturando US$ 936 milhões no processo, conforme já publicado anteriormente pela Webitcoin.

No final do segundo trimestre, convertemos aproximadamente 75% de nossas compras de Bitcoin em moeda fiduciária. As conversões no segundo trimestre adicionaram US$ 936 milhões em caixa ao nosso balanço.

No entanto, durante a ligação com os investidores, o CEO da Tesla, Elon Musk, disse que a empresa não vendeu nenhum de seus Dogecoin.

Repercussão da comunidade cripto e alguns noticiários falando sobre a venda

Em resposta às notícias, a reação da comunidade cripto foi geralmente negativa. Por exemplo, alguns usuários do Twitter zombaram das postagens anteriores de Musk sobre ter mãos de diamante. Enquanto outros inventaram um novo meme “mãos de alface”.

Enquanto isso, Max Keizer republicou um vídeo da conferência Bitcoin Miami do ano passado, no qual ele disse repetidamente: “não estamos vendendo” e “f * ck Elon”, enquanto estava no palco com Michael Saylor.

O vídeo foi uma resposta às preocupações de Musk sobre o impacto ambiental do Bitcoin e a decisão de parar de usar o BTC para compras de carros. Na época, isso coincidiu com uma queda de 50% no preço do BTC.

É relatado que a Tesla tinha 42.000 BTC no segundo trimestre, deixando um saldo de 10.500 no final do trimestre. De acordo com @BTC_Archive, Musk disse que está aberto a acumular mais no futuro.

Citando Musk, o co-apresentador do Inside Bitcoin Podcast, Neil Jacobs, disse que a venda foi feita para fortalecer a posição de caixa da empresa devido à incerteza na China sobre as restrições de bloqueio. “Isso não deve ser tomado como um veredicto sobre Bitcoin.”

Os cálculos mostram que o preço médio de venda por Bitcoin foi de US$ 29.714, o que significa que a venda (ou vendas) provavelmente ocorreu na época do escândalo Terra Luna no início de maio.

De acordo com a Zero Hedge, o preço médio de compra da empresa por Bitcoin foi de US$ 30.000. Portanto, a Tesla vendeu em torno do preço de equilíbrio.

A montadora registrou lucro de US$ 2,26 bilhões neste trimestre, queda de 32% em relação ao trimestre anterior. As ações da Tesla foram negociadas relativamente estáveis, mas fecharam quarta-feira com alta de 1%, para US$ 742,50.

Tesla agarra-se ao Dogecoin

Musk revelou anteriormente que ele detém pessoalmente Bitcoin, Dogecoin e Ethereum, enquanto Tesla detém Bitcoin e Dogecoin. O chefe da Tesla disse que apoia o DOGE porque “pessoas que não são ricas” o encorajaram.

Durante a ligação para investidores do segundo trimestre em 20 de julho, Musk disse: “não vendemos nenhum de nossos Dogecoin; ainda temos.”

O balanço da montadora mostrou uma participação de US$ 218 milhões em ativos digitais. O Tech Crunch realizou a “matemática do guardanapo”, determinando que o Bitcoin representa US$ 197 milhões a US$ 213 milhões desse total. O que significa que a Dogecoin representa entre US$ 5 milhões e US$ 21 milhões. No limite superior, isso equivaleria a aproximadamente 304 milhões de DOGE ao preço atual.

Nota: A Tech Crunch baseou seu cálculo no preço do BTC em 30 de junho. De acordo com as Normas Internacionais de Contabilidade, as criptomoedas são tratadas como um ativo intangível com vida útil indefinida. Isso significa que eles não são amortizados, mas avaliados anualmente para redução ao valor recuperável. O relatório não divulgou detalhes do processo de avaliação da criptomoeda.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_