Tesouro britânico quer abolir a lei de criptomoedas

Tesouro britânico

Mesmo o Banco da Inglaterra tendo dúvidas de como funciona as criptomoedas, o Tesouro britânico que tirar a Lei criptos

Em abril do ano passado, o Tesouro britânico divulgou uma série de esforços destinados a estabelecer o Reino Unido como um destino principal para tecnologia e investimentos em criptomoedas.

Em um comunicado de imprensa naquele mês, o Chanceler do Tesouro, Rishi Sunak, afirmou que as etapas descritas ajudarão a garantir que as empresas possam “investir, desenvolver e crescer” no Reino Unido.

Três meses depois, em 6 de julho, Sunak anunciou sua renúncia ao cargo de Chanceler do Tesouro, citando uma série de reivindicações contra o governo liderado por Boris Johnson.

Sunak não foi o único indivíduo a fazê-lo. Além de outros ministros, o secretário de Saúde Sajid Javid deixou o gabinete de Johnson.

Nova estrutura de criptomoeda em andamento

Apesar de sua decisão de se separar do governo Johnson, o trabalho de Sunak segue em frente.

Contrariando as preocupações do Banco da Inglaterra sobre a estabilidade financeira da tecnologia, o ex-ministro das Finanças está avançando com uma proposta de legislação que abrirá caminho para pagamentos diários de criptomoedas.

Como parte do objetivo do Tesouro britânico e do governo de tornar a Grã-Bretanha um “centro de criptomoedas”, o Tesouro britânico indicou que introduzirá mudanças legislativas reconhecendo as stablecoins como uma forma legítima de pagamento.

Isso permitirá que os consumidores utilizem os serviços de pagamento de stablecoin com confiança, afirmou o funcionário do Tesouro britânico John Glen na recente Global Finance Summit.

Glen observou que o governo adotará essa medida em um esforço para estabelecer uma estrutura regulatória líder mundial para stablecoins.

O regulador financeiro do Reino Unido, a Autoridade de Conduta Financeira, divulgou um estudo sobre criptomoedas em 2019 afirmando que as organizações que usam ativos digitais para pagamentos internacionais podem estar sujeitas à legislação de serviços de pagamentos, mas os próprios tokens não seriam regulamentados.

Banco da Inglaterra, Tesouro britânico em desacordo

Enquanto isso, o desacordo entre o Tesouro britânico e o Banco da Inglaterra sobre criptomoedas é a disputa mais recente entre as duas instituições, que estão em desacordo com as políticas do Brexit, o dilema do custo de vida e outras questões importantes.

O alerta do BOE vem depois que os preços das criptomoedas caíram tão severamente nos últimos meses que os analistas começaram a duvidar do futuro da tecnologia.

Andrew Bailey, governador do Banco da Inglaterra, comentou:

A experiência que tivemos nas últimas semanas demonstra que há problemas tanto no mundo das criptomoedas não apoiadas quanto no chamado setor de stablecoin.

O Tesouro declarou o seguinte em resposta a uma consulta sobre ativos criptos:

O raciocínio por trás disso é que certas stablecoins têm o potencial de se tornar uma forma popular de pagamento, inclusive entre consumidores de varejo, aumentando assim a escolha e a eficiência do consumidor.

Estrutura regulatória para stablecoins: abrindo caminho

Stablecoins são criptomoedas projetadas para manter seu valor. Espera-se que o Tesouro britânico e a intenção do governo de construir uma estrutura regulatória líder mundial para stablecoins abram o caminho para as empresas permitirem transações diárias em stablecoins.

O governo anunciou que serão realizadas consultas antes do final do ano sobre a regulamentação de uma gama mais ampla de ativos criptos e transações relacionadas.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_