Tether recupera $ 1 milhão de USDT enviado para endereço DeFi errado

A Tether se recuperou e retornou US$ 1 milhão em USDT para um grupo de traders chineses que, por engano, enviaram os fundos para um endereço DeFi incorreto

Em 8 de setembro, o grupo, sob o apelido de ‘Bill’, “acidentalmente” transferiu o dinheiro para um contrato de token da Swerve e não conseguiu recuperá-lo. Em desespero, os operadores de balcão enviaram um SOS no Twitter e esperaram pelo melhor resultado. Eles estavam com sorte. Paolo Ardoino, diretor de tecnologia da Bitfinex e Tether, emissores da stablecoin centralizada USDT, respondeu e solicitou que os traders abrissem um tíquete de suporte.

“Se for USDT ERC20 preso em um endereço, devemos ser capazes de recuperá-lo, mas para ter certeza, entre em contato com nosso suporte ao cliente e faremos o nosso melhor”, disse ele.

E então, alguns dias depois, em 11 de setembro, as boas novas chegaram, misturadas com doses de cautela definitiva. Ardoino tuitou:

“Use projetos DeFi por sua própria conta e risco, mas se o fizer, pelo menos certifique-se de usar Tether. 1M $ USDT recuperados e devolvidos aos proprietários legítimos.”

A transação Etherscan compartilhada por Ardoino mostra que um total de 1.010.808 USDT, avaliados em $ 1,02 milhão, foram enviados de volta para os investidores chineses.

A Tether conseguiu recuperar os fundos perdidos porque é uma rede financeira centralizada, o que lhe dá algum controle sobre os fundos dos usuários. Uma plataforma de DeFi sem custódia, não.

As sugestões do CSO da Blockstream Samson Mow para recuperar os fundos, queimando o USDT de um milhão de dólares e depois emitindo-o novamente não funcionaram. Paolo Ardoino explicou como os fundos puderam ser recuperados de maneira adequada.

“A única solução seria exigir, para cada transferência, uma assinatura adicional fornecida por uma Tether “watchtower”. Tal sistema permitiria à Tether “congelar” fundos. Mas a queima de tokens em endereços específicos não é possível ”, disse ele.

Fonte: Bitcoin.com

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.