Thomas Lee: “O Crypto Winter acabou”

CEO da Fundstrat demonstra sentimento positivo em relação ao mercado

Durante uma entrevista concedida à CNBC, o CEO da Fundstrat Thomas Lee afirmou que a “primavera” chegou para o Bitcoin e demais criptomoedas.

De acordo com Lee, há onze sinais que normalmente indicam o bull market, e o Bitcoin vêm apresentando os três mais importantes, sendo eles o índice crescente de transações registradas no blockchain, o fato da moeda ter atingido uma média móvel acima da registrada nos últimos 200 dias, e a alavancagem dos níveis de negociação no mercado de balcão.

O CEO explica que 2018 foi um ano “horrível” para as criptomoedas, que foram alvo de um “bear market massivo“. Entretanto, desde o início do ano o setor começou a apresentar sinais de recuperação.

Lee aponta que as “evidências” indicam um bull market, citando o movimento positivo do blockchain no final de janeiro, a média atingida pelo Bitcoin no dia 1º de abril e o avanço do mercado de cripto em relação às instituições graças ao mercado de balcão, que apresentou um aumento de 60% a 70% em nível global.

Falando sobre a adoção e casos de uso do Bitcoin, O CEO afirma que fora dos Estados Unidos o ativo é utilizado no comércio em apenas 30% do total de negociações. Lee cita ainda exemplos de países onde o índice é mais relevante, como a Venezuela. Em casos como este, de hiperinflação e desconfiança na moeda fiat nacional, transações realizadas via blockchain ganharam muita força.

De acordo com ele, apenas a Turquia e a Venezuela representam cerca de 30% de todas as transações realizadas em todo o mundo.

Anteriormente o WeBitcoin noticiou que o “Bitcoin Misery Index” (Índice de Miséria do Bitcoin – BMI) de Thomas Lee atingiu o maior valor visto desde junho de 2016.

O índice, projetado com o objetivo de informar os investidores sobre o quão “miseráveis” os detentores de Bitcoin estão baseando-se na volatilidade e valor do ativo, supostamente atingiu o valor de 89 em abril (sendo 100 um “sentimento positivo” e 0 a miséria total).

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli