TIME está apostando muito em criptomoedas e NFTs

Entre lançar NFTs, manter criptos e educar os leitores, a marca de mídia centenária, TIME, está ansiosa

Quando o mercado de NFT explodiu em março e trouxe a Web3 para o mainstream, uma revista impressa de 98 anos e uma organização de notícias geraram uma das manchetes mais surpreendentes do mercado. A TIME lançou Ethereum NFTs com base em suas icônicas capas de revistas com borda vermelha e gerou US $ 446.000, em ETH, no processo.

Trazer a marca de quase um século para o mundo cripto “não foi planejado” por muito tempo, disse o presidente da TIME, Keith Grossman, à Decrypt. Na verdade, a venda NFT foi concluída em questão de semanas. Grossman disse que, viu pela primeira vez o potencial para entrar no mercado de NFT, após a venda do clássico meme, Nyan Cat, como NFT, em fevereiro.

“Há o grande filósofo, Mike Tyson, que tem essa citação – que todo mundo tem um plano até levar um soco na boca”.

Disse Grossman.

Nesse caso, o mercado de NFT em alta e os casos de uso em evolução para a tecnologia blockchain foram um golpe terrível que mudou o curso do caminho da TIME.

“Eu olhei para aquele momento, e tudo simplesmente clicou em mim”, acrescentou ele.

Lançar capas de revistas como NFTs – que publicações como, Fortune, Rolling Stone, The Economist e Vogue, fizeram, desde então – foi apenas a ponta do jogo da TIME, na Web3. Em semanas, a publicação acrescentou pagamentos de criptomoedas para suas assinaturas digitais e fez parceria com a Grayscale, para produzir conteúdo cripto educacional. A TIME foi paga em Bitcoin a partir desse negócio e ainda o mantém em seu balanço patrimonial.

Mas Grossman não queria apenas comprar criptomoedas e vender NFTs. Ele estava procurando uma maneira de integrar NFTs e tecnologia Web3 para, “mudar o relacionamento que temos com os consumidores”. Dada a rapidez com que a TIME saltou para o espaço e a rapidez com que a indústria muda, Grossman admitiu que, “não sabia como isso seria”, na época. Então, ele se voltou para a comunidade cripto em busca de orientação.

“Eu realmente passei boa parte dos seis meses apenas ouvindo no, Clubhouse e nos espaços do Twitter, e conversando com pessoas realmente influentes e bem-sucedidas dentro do espaço – que sabiam muito mais do que eu sobre como eu deveria pensar sobre nossa marca”, ele explica.

Isso levou a TIMEPieces, uma coleção Ethereum NFT que não apenas destaca uma série de artistas de toda a indústria de criptoativos – incluindo a atual artista residente, Nyla Hayes, de 12 anos – mas também fornece aos titulares acesso ao contepudo pago da TIME na rede Internet. Lançado em setembro, ele combina ativos Web3 com o que Grossman descreve como, “acesso sem fricção”, e utilidade para uma interface Web2 familiar.

https://twitter.com/timepieces/status/1464745856075063297?s=20

No mês passado, a TIME começou a fazer movimentos de metaverso em parceria com a Galaxy Digital, incluindo um boletim informativo, conteúdo educacional e uma categoria de metaverso patrocinada pela TIME 100 Companies. A TIME foi paga em Ethereum pelo negócio e manterá sua ETH. O aspecto educacional sugere o tipo de influência que a TIME deseja ter para trazer os recém-chegados.

“Levamos isso muito a sério”.

disse Grossman.

“Estamos por aí há 98 anos e nossa meta é continuar por aí por mais 98 anos, se não mais.”

Para ter certeza, muitos espectadores zombaram de uma marca de mídia de 98 anos que entrou na onda do NFT. A TIME era estranha à cripto. Os NFTs foram uma tentativa desesperada de pegar dinheiro, alguns se perguntaram? Mas Grossman tem tentado superar a imagem da revista como enfadonha ou antiquada desde que se tornou seu presidente, em 2019.

No ano passado, ele disse ao Digiday que, a TIME havia sofrido “10 anos de negligência” devido à má gestão e transições de propriedade, e que estava ansioso para alcançar uma nova geração de leitores.

Como Grossman conta, ele está há muito tempo no eixo da tecnologia e da mídia. Na Wired, ele ajudou a lançar a primeira edição da revista de tecnologia para iPad, que o falecido CEO da Apple, Steve Jobs, apresentou como um exemplo de leitura em tablet feita da maneira certa. Ele também ajudou a desenvolver tecnologia de anúncio premiada na Ars Technica, e lançou a plataforma de notícias de streaming Quicktake, da Bloomberg.

Além disso, Grossman acredita verdadeiramente na tecnologia Web3, e na comunidade que se formou em torno dela. Ele está sempre presente no Twitter, aparecendo no Spaces para discutir novas coleções e tendências do NFT, compartilhando arte dos lançamentos TIME, e estendendo um “gm” matinal para seus mais de 28.000 seguidores.

“Este momento – que estamos mudando de locatários online para proprietários online – pode muito bem ser um dos momentos mais transformadores de nossas vidas, certo? Porque já estamos online”.

Disse ele.

“Essa noção de que poderíamos estar on-line e ser proprietários é absolutamente estonteante, e essa evolução da Internet e das finanças na Web3 para mim é simplesmente incrível.”

Grossman também se conectou com criativos e colecionadores em todo o espaço NFT. Ele acredita que, “parte da melhor criatividade e alguns dos melhores IPs estão realmente sendo desenvolvidos hoje, neste espaço”. Recentemente, a TIME anunciou planos para criar uma série de desenhos animados infantis em torno de Robotos NFTs, e anteriormente colaborou com, Cool Cats.

https://twitter.com/KeithGrossman/status/1464694511469305864?s=20

Ele disse que a comunidade de criptoativos e NFT, tem contribuído muito com seu tempo e energia para ajudar a TIME a dar o salto para a Web3. Um membro da comunidade, disse ele, criou um servidor Discord para TIMEPieces e entregou-o, sem pedir nada em troca.

Grossman e TIME agora estão tentando retribuir essa generosidade à comunidade, seja exibindo criadores promissores, doando uma parte das vendas do NFT para instituições de caridade ou dividindo igualmente metade de toda a receita restante do NFT com os artistas.

“Foi muito importante para toda a organização TIME”.

Disse Grossman:

“Que, à medida que começamos de novo, o fizemos da maneira certa”.

Fonte: DeCrypt

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8