Trump revela seu posicionamento em relação às criptomoedas

Donald Trump fala sobre o mercado de criptomoedas

Pela primeira vez desde que assumiu o cargo de presidente dos Estados Unidos, Donald Trump falou abertamente sobre o mercado de criptomoedas, citando o setor em seu perfil no Twitter.

Mostrando um posicionamento já esperado por muitos, o presidente revelou não ser fã do Bitcoin ou de outras moedas digitais, declarando que além de não serem dinheiro, são muito voláteis e se baseiam “no ar rarefeito”. Trump disse ainda que o setor pode facilitar casos de comportamento ilegal, como negociação de drogas.

O presidente também dedicou alguns tweets à Libra, criptomoeda em desenvolvimento pelo Facebook.

De acordo com ele, assim como as outras moedas digitais, a Libra terá pouca importância e confiabilidade, acrescentando que caso o Facebook e outras empresas possuam a intenção de se tornar um banco, devem solicitar uma Carta Bancária e ficar sujeito às regulamentações impostas aos bancos tradicionais.

O presidente aproveitou o discurso para fortalecer a visão do dólar, declarando que além de confiável, é a única moeda verídica do país e está mais forte do que nunca.

“É de longe a moeda com a maior dominância em qualquer lugar do mundo, e permanecerá sempre assim.”

Para não perder a influência que o país exerce por meio do dólar, anteriormente Trump sugeriu injetar dinheiro na economia americana em uma tentativa de se manter acima da competição contra a Europa e a China, que segundo o presidente “estão jogando um grande jogo de manipulação e injetando dinheiro em seu sistema”, acrescentando que os EUA deveriam “empatar” este jogo.

Como apontado pelo WeBitcoin, a medida, caso efetivada, pode favorecer as criptomoedas, visto que a “injeção de liquidez” sugerida por Trump pode resultar no aumento da inflação.

Anteriormente foi noticiado que durante uma sessão na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, o democrata Brad Sherman sugeriu a aprovação de uma nova lei que pretende proibir a compra, detenção e uso de criptomoedas por americanos.

A medida, segundo Sherman, visa impedir que o setor interfira no poder que o país exerce mundialmente através do dólar.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli