Um dos maiores strip clubs de Las Vegas vai começar a aceitar Bitcoin via Lightning Network

E não é o primeiro local de entretenimento em Las Vegas a aceitar: o D Casino & Hotel, o hotel-cassino mais antigo de Las Vegas, abriu suas portas para pagamentos em Bitcoin em 2014

O Crazy Horse 3, um dos maiores clubes de strip em Las Vegas, fez uma parceria com o processador de pagamentos OpenNode, baseado na Lightning Network, para aceitar Bitcoin.

Inicialmente, seus clientes só poderão usar a maior criptomoeda para comprar “VIP bottle packages”.

Contudo, o clube diz que também permitirá pagamentos em Bitcoin para entrada, comida e gorjeta para danças eróticas posteriormente.

Localizado a poucos passos do Allegiant Stadium, Crazy Horse 3 quer atrair turistas conhecedores de criptomoedas que vêm a Las Vegas para vários eventos.

Mudando a economia do local

As criptos tem feito o seu caminho na indústria do entretenimento de Sin City por um bom tempo.

O D Casino & Hotel, o hotel-cassino mais antigo de Las Vegas, abriu suas portas para pagamentos em Bitcoin em 2014.

Em 2015, o campeão de boxe Mike Tyson lançou 100 caixas eletrônicos Bitcoin na cidade.

Em maio deste ano, o Resorts World Las Vegas fez parceria com a principal empresa de criptomoeda Gemini para permitir que seus hóspedes gastem moedas digitais.

Quando se trata de entretenimento adulto, um pequeno clube de strip em Las Vegas começou a oferecer pagamentos em Bitcoin em 2018. Algumas dançarinas estavam fazendo tatuagens temporárias na forma de códigos QR para receber gorjetas em criptomoedas.

O anonimato do Bitcoin é considerado uma das principais vantagens de locais como cassinos e clubes de strip.

Fonte: U.Today

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.