Um em cada quatro americanos a favor da legalização do bitcoin nos EUA

As gerações mais jovens da América gostariam de ver o país seguindo o caminho de El Salvador e legalizando o bitcoin.

A decisão de El Salvador de aceitar o bitcoin como moeda legal já está abalando algumas gaiolas. Outras pequenas nações da região têm a mesma ideia. Uma pesquisa recente do Norte – especificamente nos Estados Unidos – mostrou que quase 30% concordariam em ter o BTC como moeda legal também ou seja um em cada quatro americanos a favor da legalização do bitcoin nos EUA.

Americanos na legalização do bitcoin

El Salvador – uma pequena nação da América Central – chocou o mundo em junho deste ano, quando anunciou que votaria para tornar o bitcoin com curso legal dentro de suas fronteiras. Parecia um sonho tornado realidade para os maximalistas do BTC, esse sonho se tornou realidade três meses depois.

Assim, a partir de 7 de setembro, a criptomoeda é de fato um meio legal de transação no país, e El Salvador já adquiriu parte do ativo. De forma surpreendente para alguns, outras nações – como Paraguai, Panamá e Colômbia – se aventuraram a seguir ou não o exemplo de El Salvador – até agora, porém, sem sucesso.

Embora pudesse ser mais esperado que países menores com problemas financeiros significativos recorressem a uma opção alternativa como o bitcoin, parece quase impossível para a maior economia do mundo – os EUA – fazer o mesmo (pelo menos por agora).

Uma pesquisa recente conduzida pela YouGov – uma empresa de análise de dados – mostrou que, na verdade, a maioria dos americanos prefere manter as coisas assim. Sobre a questão “você apoiaria ou se oporia aos EUA que tornassem o Bitcoin uma forma legal de moeda”, 11% disseram “se opõem de alguma forma” e 28% responderam “fortemente contra”.

Em contraste, a porcentagem de pessoas que “fortemente” apoiaram a ideia foi de 11%, e aqueles que foram “um pouco” a favor foram de 16%. 34% responderam que não têm certeza.

Região, sexo e idade

O estudo também dividiu as respostas em diferentes categorias, desde a localização dos participantes até sexo e idade. Por exemplo, os do Ocidente eram mais a favor de tal lei potencial, enquanto os do Meio-Oeste se opunham mais.

Os homens também eram um pouco mais otimistas do que as mulheres, a maioria das quais disse não ter certeza se a adoção legal do bitcoin era uma boa ideia.

Quando diminuiu a idade, os resultados eram esperados em grande medida. Participantes com idade entre 25 e 34 anos estavam inclinados principalmente a legalizar o BTC, enquanto 55 anos ou mais eram firmemente contra.

 

Fonte: CryptoPotato

Foto de Neidson Soares
Foto de Neidson Soares O autor:

Conheceu esse universo dos criptoativos em 2016 e desde 2017 vem intensificando a busca por conhecimentos na área. Hoje trabalha juntamente com sua esposa no criptomercado de forma profissional. Bacharelando em Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital.

neidson8