Uma nova esperança para os investidores da 3xBit

Há rumores de que pagamentos serão feitos em fevereiro

Os investidores da 3xBit, que estão com valores retidos na plataforma desde setembro de 2019, ganharam um sopro de esperança nesta terça (28): em um grupo da empresa no Telegram, uma mulher, que se apresentou como cliente da exchange, anunciou que os pagamentos começariam a ser feitos em fevereiro, mas ainda sem data definida.

“Eu falei com o Dr. Octávio agora. Parece que está dando tudo certo no plano de recuperação deles. Em fevereiro vão começar a pagar! Não tem data definida ainda, mas é para começar em fevereiro. Estou mandando essa mensagem porque sei como é horrível ficar nesse limbo sem informações”, dizia a mensagem.

De acordo com o site CriptoFácil, o anúncio trouxe esperança a outros investidores da exchange. Eles teriam recebido a informação por meios diferentes do grupo do Telegram, mas a fonte seria a mesma: Octávio de Paula, COO da 3xBit. A equipe do Webitcoin tentou entrar em contato com Octávio de Paula, mas ele não respondeu.

O pesadelo dos investidores com a 3xBit começou em 12 de setembro de 2019, quando a plataforma de saques apresentou problemas e os representantes da empresa pediram um prazo de três semanas para darem uma solução. Ao fim do prazo, os valores continuavam retidos. Foi feita uma nova promessa de pagamento: 18 de outubro seria a data-limite para liberação do saldo de clientes que fossem sacar até 2.0 BTCs. Mais uma vez, ninguém recebeu nada.

Falsa esperança

Em 21 de outubro de 2019, Octávio de Paula falou com o site Webitcoin sobre os atrasos no projeto Leasing e a venda de uma parte da 3xBit. Ele reconheceu que a empresa passava por uma “dificuldade temporária de fluxo”. Mas os problemas foram aumentando: em 4 de novembro, circulou a notícia de que a 3xBit estava atrasando o pagamento dos funcionários, havia feito demissões em massa e se preparava para mudar de endereço. Saint Clair, CEO da 3xBit, veio a público no dia seguinte tentar esclarecer a situação.

Apesar de Saint Clair garantir que estavam trabalhando para resolver todas as pendências, a crise foi se agravando: uma publicação do Diário de Justiça do Estado de São Paulo dizia que a 3xBit havia sido despejada do espaço que ocupava no Condomínio Alphaville, em Campinas, por atraso no aluguel. Novamente, representantes da exchange tentaram minimizar a situação, divulgando um comunicado no qual atribuíam a mudança de endereço a um conjunto de ações para redução de custos operacionais.

Só resta aos investidores da 3xBit aguardar a chegada de fevereiro, em poucos dias, para conferir se começarão a receber seus pagamentos e, quem sabe, retomar a confiança na exchange.

* Imagem de Peter H por Pixabay

Foto de Simone Gondim
Foto de Simone Gondim O autor:

Jornalista, revisora e roteirista, apaixonada por tecnologia e especializada em conteúdo.

https://www.instagram.com