Valor de mercado de stablecoins decola após vendas de BTC

Apesar do momento, as stablecoins veem grande aumento em seu valor de mercado após vendas massivas de BTC e outras altcoins neste mês

Até agora, o mês passado viu um dos piores dias na história do preço do Bitcoin. Seguindo a emergente crise do coronavírus, o Bitcoin veio ladeira abaixo a partir de um topo de mais de 10.000 dólares no meio de fevereiro para um fundo em cerca de 3.600 dólares, alcançado em 12 de março. A queda afetou quase todas as criptomoedas e as stablecoins foram as únicas que viram um aumento em seu valor de mercado. Desde o meio do mês, porém, o preço recuperou o patamar dos 6.000 dólares mas março ainda não acabou.

O cenário para as stablecoins

Assim como o nome sugere, as stablecoins encontram um lugar de valor entre todas as criptomoedas devido à sua “estabilidade”. Em um mercado onde geralmente há grandes riscos de volatilidade, os traders podem rapidamente fechar suas posições em uma moeda que esteja variando fortemente e proteger seus fundos em um ativo digital mais estável, atrelado ao USD (dólar americano) na maioria das vezes.

Um exemplo perfeito de sua utilização ocorreu na semana passada, quando o mercado desabou mais de 50% em apenas um único dia. Uma publicação recente indicou que traders de curto prazo foram para as stablecoins durante as fases mais significativas do dump.

Portanto, embora o valor total de mercado tenha visto seu valor ser partido ao meio desde os mais de 300 milhões de dólares vistos um mês atrás, a maioria das stablecoins estão bem nesse sentido.

O crescimento das stablecoins em meio aos despejos

De acordo com dados do CoinGecko, o USDC, stablecoin do grupo Circle, viu um aumento de 55% em seu valor de mercado. Até 27 de fevereiro, todos os tokens USDC eram equivalentes a 430 milhões de dólares. Enquanto este artigo era redigido, o valor de mercado saltou para quase 670 milhões de dólares. Já a Paxos Standard (PAX) teve um aumento menor, na casa dos 9%, para um valor de mercado atual avaliado em 230 milhões de dólares.

O maior ganho foi do BUSD (Binance USD), com um aumento de mais de 100%. Isso parece um tanto lógico, uma vez que a moeda está disponível na principal exchange de criptomoedas por volume negociado – a Binance.

Apesar do que foi dito acima, True USD, Paxos e Gemini Dollar não tiveram uma mudança significativa em seus valores de mercado e a MakerDAO inclusive teve uma queda de 30% no mesmo devido à recente instabilidade do projeto.

Ainda longe do Tether (USDT)

Apesar das novas adições no mercado de stablecoins, o Tether (USDT) ainda está bem na liderança desta corrida. É a moeda mais usada e, naturalmente, a que tem maior valor de mercado, contando com mais de 4.5 bilhões de dólares. Depois da última queda generalizada, o Tether é agora a 4ª criptomoeda por valor de mercado.

À medida que a maioria geralmente prefere usá-lo, as transações ERC-20 de USDT viram uma máxima de todos os tempos no ano passado. Por fim, elas utilizaram aproximadamente 25% de toda a rede Ethereum.

Recentemente, o balanço de tokens USDT ERC-20 nas exchanges de criptomoedas mais que dobrou no mês passado e está próximo de 1 bilhão de dólares.

Balanço de tokens USDT ERC20 nas Exchanges. Fonte: glassnode.com

Contudo, a aparição de novas stablecoins pode em breve ameaçar a dominância do Tether com relação ao mercado. De acordo com outro relatório, os tokens USDC, PAX, TUSD e DAI já ultrapassaram o USDT em termos de números de transferências no começo do ano.

Vamos ficar por dentro do desenrolar desta disputa.

Fonte: Cryptopotato