Venezuela receberá primeiro caixa eletrônico de Bitcoin

A iniciativa irá facilitar a aquisição da moeda

Nas próximas duas semanas a Crypto Buyer, fabricante de caixas eletrônicos do Panamá, irá instalar o primeiro caixa eletrônico de Bitcoin (BATM) da Venezuela na cidade de Caracas.

A notícia foi divulgada por Jorge Farias, CEO da empresa, em um podcast de rádio.

 “Iremos instalar o primeiro caixa eletrônico de criptomoedas da Venezuela, dentro das próximas duas semanas (…), o equipamento já está fisicamente instalado na Venezuela, em Caracas, e está em seu teste final e nós o anunciaremos nas redes sociais.”

WeBitcoin: Venezuela receberá primeiro caixa eletrônico de Bitcoin

De acordo com Farias, além de instalar o ATM, a empresa irá treinar os cidadãos venezuelanos sobre o modo correto de utilizá-lo. O serviço chegou com certo atraso no país, visto que a moeda é muito utilizada pelos moradores locais como fuga tanto do bolívar quanto do Petro, criptomoeda nacional.

Responsável pela instalação de caixas eletrônicos de cripto em todo o mundo, a Crypto Buyer foi a primeira empresa a inserir o Bitcoin em um banco comercial. A empresa fornece uma rede de BATMs que permite a troca de moedas fiat por criptomoedas em um sistema seguro e privado.

De acordo com o CEO, os BATMs são mais fáceis de usar que os caixas eletrônicos convencionais, já que os usuários só precisam inserir a moeda local e suas wallets receberão o crédito em Bitcoin, no caso.

Ao passo que o número de caixas eletrônicos de cripto cresce, a empresa também exerce grande avanço. Com mais de 2 mil máquinas instaladas no final de 2018, a previsão é que em 2019 o número cresça de forma significativa, com o caixa da Venezuela como mais um passo.

A iniciativa irá ajudar a tornar mais simples a aquisição da moeda, muito utilizada no país graça à hiperinflação do bolívar, auxiliando ainda na adoção em massa do ativo.

FONTE: ZY CRYPTO

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli