Versões piratas de “Star Wars: The Rise of Skywalker” estão infectando milhares de usuários com malwares

Vírus e malwares difundidos através de downloads piratas do novo Star Wars tem se multiplicado nos últimos dias

Sempre que um programa ou filme altamente aguardado lança ou se aproxima do lançamento, os piratas entram em vigor. Milhares de pessoas começam a procurar maneiras de assistir gratuitamente ao conteúdo mais recente online, e indivíduos obscuros sempre são rápidos em aproveitar a tendência. Agora é a vez do novo Star Wars ficar em foco para os cyber criminosos.

Dados do TechSpot mostram que, no primeiro semestre de 2019, 17% dos downloads infectados por malwares estavam relacionados à Game of Thrones. A série foi incrivelmente popular, e os cyber criminosos aproveitaram a oportunidade para espalhar vírus e outros softwares perigosos junto com arquivos de vídeo falsos ou mesmo reais.

Agora, ao que parece, os hackers estão utilizando essas táticas novamente. Após o lançamento do filme da Disney, “Star Wars: The Rise of Skywalker”, parece que muitos internautas foram vítimas de “ataques de malware com tema de Star Wars”. A Kaspersky Lab catalogou 285.103 desses ataques em 2019.

Esse é um número surpreendente por si só, mas, mais recentemente, a empresa descobriu 65 “campanhas” de malware em “mais de 30” sites e contas de mídia social. Todas essas campanhas foram projetadas para atingir indivíduos que desejam baixar o último filme de Star Wars gratuitamente.

Para usuários mais experientes em tecnologia, a maioria dessas campanhas é obviamente suspeita e muito simples de evitar.

Imagem por: TechSpot

 

Entretanto, para aqueles com menos experiência na web, pode ser fácil aceitar essas ofertas boas demais para serem verdadeiras. Muitos de nós provavelmente conhecem um primo, tia, tio ou avô que sempre parece ser vítima desse tipo de armadilha.

O número de falsas campanhas de download de Star Wars provavelmente só aumentará nas próximas semanas, por isso aconselhamos nossos leitores a permanecerem vigilantes e simplesmente assistirem ao filme nos cinemas, se eles tiverem os meios para isso.

Como alternativa, aguarde até chegar às plataformas oficiais de streaming ou download, como Amazon, Disney + ou outras.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.