XRP pode estar prestes a cair de um alto penhasco: olhos fixos em $ 0.40

Após um excelente mês de novembro, o token da Ripple pode acabar tendo um mês difícil pela frente

O XRP está sendo negociado sob intensa pressão, arriscando uma queda livre massiva de volta para $ 0,40. Perder o suporte em $ 0,40 seria um golpe para o progresso que o token da Ripple fez em novembro. Por enquanto, o caminho de menor resistência é para baixo, como visto no gráfico de 4 horas.

O limite inferior do canal paralelo descendente parece estar segurando o forte para os touros. No entanto, o Índice de Força Relativa reforçou o momentum de baixa em curso. Se o indicador atingir a área de sobrevenda, os pedidos de venda provavelmente aumentarão significativamente.

A média móvel simples de 200 no gráfico de 4 horas também está alinhada para oferecer suporte imediato, e os compradores devem manter esse suporte crucial. Caso contrário, o XRP/USD pode cair para $ 0,40 (próxima área de suporte provisória).

Gráfico de 4 horas – XRP/USD

XRP/USD price chart

Gráfico de preços XRP/USD por Tradingview

 

O gráfico diário também confirma a perspectiva de baixa, sugerindo que o próximo suporte crítico está na SMA 50. Da mesma forma, o RSI está em um movimento inclinado, mas ainda não atingiu a área de sobrevenda. Isso pode significar que os ursos do XRP ainda têm espaço suficiente para explorar antes que a recuperação entre em ação.

Gráfico diário – XRP/USD

XRP/USD price chart

Gráfico de preços XRP/USD por Tradingview

 

Por outro lado, o quadro de baixa será invalidado se a Ripple fechar o dia acima de US $ 0,50. Além disso, o suporte no limite inferior do canal, bem como a SMA 200 nas 4 horas, garantiria a tendência de alta se permanecerem intactos. O movimento de alta mais significativo para o a criptomoeda seria superar a barreira de $ 0,6.

Fonte: Coingape

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.