FMI pede para investidores não evitarem o mercado de criptomoedas

FMI

Chefe do FMI implora aos investidores para não ignorarem o mercado de criptomoedas mesmo estando no mergulho

A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou no Fórum Econômico Mundial em Davos que, apesar do recente fracasso de uma stablecoin popular, as pessoas não devem evitar totalmente as criptomoedas.

Kristalina Georgieva sente que o mercado de criptomoedas desempenha um papel fundamental no sistema financeiro global pelo fato de oferecer um serviço mais rápido a custos mais baratos e ser mais inclusivo.

De acordo com a diretor-gerente do órgão mundial na reunião do FEM em Davos:

Eu imploro que você não ignore a importância deste mundo.

Chefe do FMI ciente dos riscos das criptomoedas

A chefe do Fundo Monetário Internacional continuou afirmando que todos os investimentos incluem algum grau de risco, incluindo criptomoeda.

A TerraUSD, ou UST, desmoronou no início deste mês, desencadeando um efeito dominó caótico que reduziu o valor geral do mercado em centenas de bilhões de dólares.

Stablecoins são um tipo de criptomoeda projetada para preservar a paridade com um ativo de reserva, como o dólar americano.

Durante o WEF em Davos, Georgieva pediu aos participantes que não desconsiderassem o valor da comunidade global.

Isso nos dá um serviço mais rápido, custos muito mais baratos e maior inclusão, mas apenas se separarmos maçãs de laranjas e bananas.

Observou a chefe do Fundo Monetário Internacional, acrescentando que é papel dos reguladores em todo o mundo erguer barreiras e fornecer aos investidores educação financeira (sobre o mercado).

Georgieva também alertou contra o uso de produtos arriscados baseados em criptomoedas. Ela afirmou que qualquer coisa que não tenha garantia governamental pode ser um tipo de ativo, mas não uma moeda.

É necessário uma compreensão mais ampla sobre as criptomoedas

“Quanto menos apoio tiver, mais as pessoas devem estar dispostas a correr o risco de explodir na sua cara”, comentou Georgieva em referência às stablecoins. Ela enfatizou, porém, que nem todas as formas de moeda digital devem ser pintadas com o mesmo pincel.

Georgieva enfatizou que quando as pessoas olham para stablecoins, é a área onde “a grande confusão aconteceu… Se uma stablecoin é apoiada com ativos, um a um, pode ser estável”.

Em resposta à contínua questão das criptomoedas, Gerry Rice, representante do FMI, saiu em defesa dos ativos de criptomoedas afirmando que o Fundo Monetário Internacional ajudou El Salvador na compilação de estatísticas sobre o uso do Bitcoin para aprimorar os esforços de combate à lavagem de dinheiro do país.

Economia global ainda está segura

Enquanto isso, Georgieva alertou no início do WEF que a economia global enfrenta seu “pior teste desde a Segunda Guerra Mundial”.

Ela afirmou que a incursão da Rússia “devastou vidas, retardou o progresso econômico e aumentou a inflação”. No entanto, Georgieva afirmou à margem do evento que a economia global ainda pode evitar uma desaceleração severa.

Foto de Washington Leite
Foto de Washington Leite O autor:

Formado em Administração de Empresas, sou entusiasta da tecnologia e fascinado pelo mundo das criptomoedas, me aventuro no mundo do trade, sendo um eterno aluno. Bitcoin: The money of the future

WashingtonLeite_