Novos registros de patentes da Mastercard mostram que a gigante de cartões de créditos está considerando o blockchain como um possível meio de agilizar pagamentos.

Em uma solicitação de patente divulgada na semana passada pelo órgão “US Patent and Trademark Office,” a empresa descreve um banco de dados em blockchain capaz de processar pagamentos instantaneamente, garantindo que comerciantes não tenham de esperar dias antes receber pagamentos para seus produtos.

Além disso, as patentes indicam que a tecnologia ajudará a empresa a manter um registro permanente dessas transações, verificando se o vendedor foi realmente pago após uma venda determinada.

O armazenamento de dados incluirá o valor da transação, uma garantia de pagamento, a confirmação de pagamento e o perfil da conta para as partes envolvidas. Estes perfis também armazenarão informações do saldo de cada usuário.

Leia mais: Atingindo a maturidade: Banco Central do Brasil está melhorando seu trabalho com Blockchain

A solicitação de patente nos dá detalhes:

“Necessitamos de uma solução técnica onde uma transação de pagamento possa ser verificada facilmente por uma instituição financeira e/ou comerciante, e onde possam ser usados em conjunto com vários meios de pagamento, bem como vários tipos de transações, incluindo transações de comércio eletrônico.”

Mastercard tem frequentemente considerado o uso de uma plataforma blockchain para facilitar pagamentos. Mês passado, a empresa anunciou que estava liberando o acesso às ferramentas de blockchain, ferramentas na qual estava desenvolvendo para facilitar transações entre empresas.

Uma solicitação de patente lançada em setembro também focou no armazenamento de históricos de pagamento usando um blockchain.

Fonte: Coindesk.com