Blockchain é o 2º curso mais buscado do programa ‘Eu Capacito’

Em 2 meses, a iniciativa ‘Eu Capacito’ já conta com mais de 50 mil usuários matriculados nos mais de 100 cursos online gratuitos

O curso de Blockchain foi o segundo mais buscado do programa Eu Capacito, lançado em outubro pelo Movimento Brasil Digital, uma união de empresas que buscam construir propostas que tragam tecnologia e inovação para o centro da estratégia do País.

Como era esperado, Phyton (linguagem de programação) foi o curso que recebeu o maior número de matriculados. Em pouco mais de dois meses, a iniciativa já conta com mais de 50 mil usuários únicos e mais de 20 mil matrículas nos mais de 100 cursos gratuitos, que somam 1500 horas de aprendizado online.

Para Vitor Cavalcanti, diretor executivo do Movimento Brasil Digital, Blockchain “surpreendeu” ao superar outros cursos de linguagem de programação, como CSS e Java, sempre muito disputados, mas aponta um dado positivo. “O ecossistema Blockchain e cripto no Brasil está em franca expansão, com a criação de muitas startups e a chegada de grandes players internacionais.

No momento, existem centenas de vagas abertas nas principais plataformas de emprego, mas elas requerem um certo grau de especialização na tecnologia. Essa demanda pelo curso da FIAP, que é para um público avançado, com 100 horas de duração, mostra que existe interesse
por parte dos profissionais de TI em adquirir o conhecimento necessário para migrar para essa área”, afirma.

Os dez cursos mais acessados do programa “Eu Capacito”:

● Python
● Blockchain
● Crie um site simples com HTML, CSS e Java Script
● Venha programar em Java
● Como falar em público
● User Experience
● Design Thinking
● Construa sua carreira em Marketing com Salesforce
● Desenvolva aplicações em Oracle Cloud
● Conceitos básicos de segurança em rede

Com o “Eu Capacito”, o Movimento Brasil Digital pretende promover a capacitação profissional gratuita e ações educacionais da iniciativa privada, principalmente aquelas focadas em habilidades de tecnologia, sejam elas do ponto de vista conceitual, técnico (desenvolvimento) ou ferramental (manuseio para áreas de negócio), além de conhecimento em outras áreas consideradas importantes para o empreendedorismo.

Qualquer pessoa com acesso à internet pode se inscrever na plataforma. Os cursos são divididos em quatro trilhas:

Tech – Informações técnicas para desenvolver sites, apps e outras tecnologias. É possível aprender sobre tecnologias disruptivas, que devem ser o vetor de desenvolvimento econômico do Brasil nos próximos anos, como Inteligência Artificial, Cloud Computing, Analytics, além de diversas habilidades transversais, como linguagens de programação (Phyton, Java, FrontEnd, por exemplo), que são profissionais desejados por várias indústrias.

Fluência Digital – Para aprender ferramentas, conceitos e novidades do meio digital. Vai desde o básico e sempre necessário Office 365, até conceitos mercadológicos modernos, como marketing digital.

Soft Skills – Conhecimento para a vida no trabalho, na sociedade e no dia a dia. Como manter a produtividade no trabalho remoto, tornar-se um gestor de projetos ou apoiar a inclusão e diversidade estão entre algumas habilidades que podem ser desenvolvidas.

Empreendedorismo – Os cursos ensinam a dominar ferramentas digitais básicas para digitalizar negócios, conectando-os com os clientes no ambiente on-line em seu próprio site, nas redes sociais ou por meio de publicidade. Para quem já está há mais tempo no mercado, há cursos sobre jornada do consumidor e até sobre expansão internacional.

A plataforma Eu Capacito é aberta à participação de empresas de todos os setores. A única exigência é que os cursos sejam de base tecnológica e tenham inscrições gratuitas.

Saiba mais sobre os cursos e inscrições do Eu Capacito clicando nesse link.

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.