Exchange Cryptopia entra com pedido de proteção contra falência nos EUA

Exchange registrou petição de reconhecimento de liquidação

A Cryptopia, exchange neozelandesa hackeada duas vezes no início do ano, recentemente entrou com um pedido de proteção contra falência nos EUA.

De acordo com um anúncio realizado no site oficial da Grant Thornton New Zealand, liquidatária responsável pelo caso da plataforma, na última quinta-feira (24) foi registrada uma petição no Tribunal de Falências do Distrito Sul de Nova York (SDNY) pedindo o reconhecimento da liquidação da empresa nos EUA. O comunicado cita ainda que foram solicitadas “medidas cautelares urgentes”.

“Tomamos essas medidas para preservar as informações da Cryptopia que são armazenadas e hospedadas em servidores com uma empresa baseada no Arizona.”

O pedido aparentemente preserva os dados da exchange, incluindo informações sobre os usuários e seus fundos. Entretanto, um relatório da Bloomberg aponta que a empresa do Arizona está encerrando os serviços com a Cryptopia, buscando ainda por uma compensação de US$2 milhões. Caso o valor não for pago, há a chance da perda de dados vitais dos usuários.

O anúncio acrescenta que pode demorar alguns meses para que os clientes recebam seus tokens de volta. A empresa afirma ainda que está buscando assessoria jurídica para estabelecer e cumprir suas responsabilidades “em relação às diversas participações cambiais”.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli