Governo do Chile apresenta projeto de lei focado em criptomoedas e fintechs

Chile quer regulamentar o setor

Recentemente o Ministro das Finanças chileno Felipe Larraín anunciou a introdução de um projeto de lei ao Congresso para a regulamentação de fintechs e criptomoedas.

Durante sua recente estadia nos EUA, Larraín observou que os requerimentos introduzidos pela nova regulamentação são proporcionais aos negócios. De acordo com ele, as regras irão levar em consideração que diversas companhias possuem modelos de negócios distintos, e entregam diferentes serviços que implicam em diferentes riscos para os usuários e para o mercado financeiro.

A Ahora Noticias, mídia local, reportou que a flexibilidade está entre os aspectos mais importantes do projeto. De acordo com o relatório, o Chile possui um número crescente de exchanges de criptomoedas que atualmente não estão regulamentadas.

Ademais, Larraín alertou o público sobre os riscos deste tipo de investimento.

“Regular estas plataformas iria mitigar alguns riscos, como lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo, e aumentar a segurança jurídica com que operam. Queremos proteger de maneira adequada contra os riscos associados a este tipo de atividade.”

Recentemente o Banco Central do Chile expressou a opinião de que criptomoedas são incapazes de substituir o dinheiro tradicional.

Ademais, no início do mês o tribunal antimonopólio do Chile decidiu oferecer novamente proteção às exchanges locais, forçando os bancos a manterem suas contas em aberto.

FONTE: COINTELEGRAPH

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli