Polícia ucraniana prende quatro pessoas em suposto esquema de exchanges fraudulentas

A polícia ucraniana prendeu quatro pessoas por supostamente operarem seis exchanges fraudulentas.

Leia mais: Mais recente ranking de criptomoedas do governo chinês coloca EOS em primeira, Bitcoin é a décima sétima

As autoridades disseram que as exchanges supostamente utilizaram um CMS (content managemenset uptem) personalizado, atraindo usuários por meio de sites de avaliações, preenchidos pelos acusados com avaliações falsas.

Os sites acusados de manipularem usuários são:

1. moneycraft.info
2. wowex.online
3. swapex.net
4. myexchanger.lv
5. iconvex.net
6. likechange.biz

Todos estes sites já estão desativados, com alguns dos domínios direcionando as pessoas para sites irrelevantes.

Essencialmente, eles criaram sites aparentemente legítimos para facilitar o direcionamento de fluxo às exchanges. Eles receberam dinheiro por meio de eWallets (carteiras eletrônicas) registradas com identidades falsas, utilizadas para tirar dinheiro dos usuários. Tudo isso é relativamente básico, embora as avaliações falsas possam ter ajudado os golpistas a ganharem tração.

O número de sites que os acusados operavam ainda não é certo, embora policiais tenham dito que esperam pela descoberta de mais endereços. As autoridades pedem que usuários vítimas do golpe se apresentem, a fim de fornecer uma direção para as investigações. A quantidade de dinheiro obtida ainda é incerta.

Muitos departamentos de polícia trabalharam em conjunto para prender os suspeitos, sendo que três deles têm idades que variam de 20 a 26 anos.

Leia mais: Banco da Inglaterra está reconstruindo seu sistema de liquidez para torná-lo compatível com plataformas em blockchain

A polícia invadiu a residência dos suspeitos e confiscou diversos cartões de crédito e débito, discos rígidos, telefones, pen drives e outros equipamentos.

A Ucrânia, que tem sido chamada de “Velho Oeste das Criptomoedas”, aparece de forma infrequente falando sobre regulamentação das criptos no país. Atualmente, as criptomoedas são uma zona neutra na região, não sendo classificadas como legais, tampouco como ilegais. Um projeto de lei para regulamentar criptomoedas foi proposto em outubro do ano passado, embora nada tenha sido materializado até então.

Contudo, segundo um relatório publicado em maio, o país potencialmente está se preparando para legalizá-las.

Anteriormente, autoridades ucranianas apreenderam milhares de chips gráficos e equipamentos para mineração, avaliados em US$4 milhões, em conexão com contas bancárias russas responsáveis por financiar regiões separatistas, como Donetsk e Lugansk.

Muito da ambiguidade pode ser atribuída ao governo ucraniano, que passou por muitos problemas durante os últimos anos.

Leia mais: Analistas previram que o Bitcoin ficará novamente acima dos US$10 mil até 2019

Fonte: CCN