QR Capital é selecionada pelo programa de startups do BNDES

Primeira gestora de criptomoedas do Rio entra na short list de empresas de base tecnológica do “Programa BNDES Garagem – Aceleração”

A QR Capital, primeira gestora de criptoativos do Rio de Janeiro, foi selecionada na terça-feira, 19 de março, para integrar o programa de startups do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A empresa foi uma das duas contempladas do setor de blockchain a entrar na short list de 30 projetos do Programa Aceleração – BNDES Garagem. O programa, de acordo com o site do banco, visa a ajudar startups a crescer e ganhar escala através do acesso a uma ampla rede de mentores, potenciais investidores e parceiros.

A iniciativa pretende ainda fomentar a geração de negócios entre as aceleradas e as empresas parceiras do banco. As selecionadas passarão por seis meses de aceleração, começando no dia 8 de abril, e terão acompanhamento dos gestores da aceleradora Liga Ventures e do Wayra, hub de inovação global.

O CEO da QR Capital, Fernando Carvalho, explicou que o processo seletivo, entre outras coisas, exigiu a produção de dois vídeos de defesa (pitchs) e a apresentação do projeto numa entrevista. Entusiasmado com o resultado da seleção, ele disse que o Programa Aceleração será oportuno também por aproximar a empresa de investidores na próxima rodada de capitalização:

“Para a QR, é antes de tudo um reconhecimento, diante da seriedade e da importância do programa dentro do cenário de startups no Brasil. Teremos acesso a uma rede de advisors do programa, como a Liga Ventures, que nos trará a vantagem de aprender com quem já empreendeu, errou e acertou. É uma ótima oportunidade de acelerar o projeto, um primeiro movimento para ter acesso a investidores e venture capital para uma rodada de capitalização já planejada em 2019.”

O programa, de acordo com o site do BNDES Garagem, é dividido para startups em três estágios distintos: a Product/Market Fit, para empresas que tenham o produto e precisem de apoio na validação; a Go Comercial!, para aquelas que já iniciaram as vendas e começam a tracionar no mercado; e a Scale UP!, orientada às aceleradas que necessitam de globalização e ganho de escala.

No Programa Aceleração, é necessário que a startup tenha um Minimum Viable Product (MVP) funcional.

As empresas selecionadas apresentam soluções e produtos para diversas áreas, entre as quais blockchain, soluções financeiras, economia criativa, internet das coisas (IoT), segurança, educação, sustentabilidade e saúde.

As startups contempladas se espalham por estados do Sul e do Sudeste, tornando Pernambuco o único representante do Nordeste na lista. O estado do Rio de Janeiro foi o que teve mais empresas selecionadas, seguido por São Paulo e Rio Grande do Sul.

Sobre a QR Capital

Criada em 2017, a QR Capital é uma fintech que nasceu da união de sócios egressos dos mercados financeiro, de tecnologia e corporativo. Além de Fernando Carvalho, CEO da empresa, também fazem parte do corpo societário Marcos Bodin, investidor reconhecido no mercado financeiro e fundador da Arkhe Corretora; José Henrique Secco, economista com grande experiência no mercado financeiro; David Gibbin, desenvolvedor de soluções de TI para o mercado financeiro há mais de 15 anos; e a Investtools, software house, reconhecida por soluções tecnológicas para o mercado financeiro e por iniciativas blockchain como o BNDES Token.

Em fevereiro deste ano a empresa anunciou um importante acordo operacional com a Foxbit. A parceria possibilitou, pela primeira vez na história do setor, que uma grande corretora oferecesse dentro de sua própria plataforma a possibilidade de gestão das criptomoedas antes guardadas em carteiras de clientes.

Foto de Beatriz Orlandeli
Foto de Beatriz Orlandeli O autor:

Simpatizante das criptomoedas, após cursar Arquitetura e Urbanismo, reavivou um antigo gosto pela escrita e atualmente trabalha como redatora do WeBitcoin.

biaorlandeli