Com Luna, Amazon está investindo pesado em jogos em nuvem

Os usuários podem se registrar hoje para serem os primeiros a jogar em uma data de lançamento não revelada

2020 09 24 image 17

O mais recente participante da mania dos jogos em nuvem parece ser a Amazon. Hoje, ela anunciou que está lançando uma plataforma de streaming de jogos. Ela contará com um serviço básico chamado “canal Luna” com “canais” adicionais de editoras como a Ubisoft adicionados posteriormente, presumivelmente por custos adicionais.

“Luna é o nome do novo serviço de jogos em nuvem que permite que você jogue em dispositivos Fire TV, PC e Mac compatíveis, bem como por meio de aplicativos da web em iPhones e iPads”, disse o porta-voz. “Os jogadores se inscrevem em canais de jogos, como Luna + e o canal Ubisoft, diretamente por meio do Luna”, explicou a Amazon.

A revelação não foi inesperada. Em novembro passado, fontes anônimas disseram que a AWS apresentaria uma plataforma de streaming de jogos “no próximo ano”, então na hora certa.

Luna estará inicialmente disponível para PC, macOS, iPhone, iPad e, claro, Fire TV. Uma versão do Android chegará algum tempo depois que a plataforma estiver instalada e funcionando. A Amazon não tinha um cronograma para apresentar, mas disse que os usuários dos EUA podem se registrar para acesso antecipado a partir de hoje. Portanto, um lançamento beta, no mínimo, é iminente.

Amazon Luna

Exemplo da tela inicial de Luna.

 

Os usuários pagarão US$ 5,99 por mês, mas a Amazon só garante essa taxa durante o período de acesso antecipado. Provavelmente, ela está usando esse tempo para resolver bugs e avaliar as taxas de adoção dos jogadores e ajustará os preços de acordo. Os assinantes poderão transmitir em até dois dispositivos ao mesmo tempo por um número ilimitado de horas.

Luna inicialmente será capaz de rodar a 1080p a 60fps, mas a Amazon diz que “4K está chegando” para títulos selecionados.

Fonte: TechSpot

Foto de Marcelo Roncate
Foto de Marcelo Roncate O autor:

Estudante de História e trader aposentado. Segue firme como entusiasta do Bitcoin e inimigo declarado das pirâmides financeiras.