Exchange Coinmotion alega que Ripple não é uma criptomoeda de verdade

Horas após listar o ativo, a plataforma declarou que “XRP é uma moeda virtual centralizada”

De acordo com a exchange finlandesa Coinmotion, a Ripple não pode ser considera uma criptomoeda. A plataforma listou o ativo nesta semana, e aparentemente não ficou satisfeita ao se deparar com alguns detalhes que o diferem das criptomoedas “tradicionais”.

“O que precisam saber sobre XRP é que não é uma criptomoeda no sentido total da palavra… O que torna a XRP diferente de outras criptomoedas é que ela não é baseada no blockchain, não é minerada e é fortemente centralizada. a rede da Ripple é um conjunto de aplicações diferentes da Ripple Labs. XRP, é a moeda da rede Ripple, que os aplicativos utilizam.”

Muitos integrantes do setor concordam com a colocação, visto que a mesma opinião vêm circulando há muito tempo pelo mercado.

De acordo com a publicação, a rede Ripple não faz uso de um sistema blockchain para garantir a segurança das transações, mas utiliza um método conhecido como HashTree, patenteado pela Ripple Labs.

“Na HashTree todas as transações e balanços são combinados em um único número, que os servidores comparam entre si para obter consenso. Este tipo de sistema é mais rápido que o blockchain, mas bem mais centralizado.”, dizia o artigo.

Destacando ainda as particularidades das estatísticas de fornecimento da moeda, a exchange ressalta que todas as 100 bilhões de unidades já foram criadas, total do qual somente 50% será liberado para o mercado (o resto permanecerá aos cuidados da Ripple).

“Atualmente  há cerca de 39% de Ripple no mercado aberto, enquanto 61% é mantido pela Ripple Labs.”

De acordo com a Coinmotion, o fato de grande parte dos tokens serem mantidos por uma única companhia torna todo o processo um tanto antiético, se comparado aos princípios de grandes criptomoedas, como o Bitcoin.

O artigo aponta que, apesar do que foi detalhado, a Ripple ainda poderia obter sucesso no mercado. Mesmo que não considere o ativo como uma criptomoeda, a exchange declarou que ainda se qualifica como uma solução fintech moderna.

“Como um sistema centralizado ela também poderia ‘saltar’ mais facilmente que sistemas blockchain descentralizados. Tanto grandes instituições quanto companhias de grande escala e bancos são um tanto conservadores quanto à adoção de novos sistemas. Sistemas centralizados podem parecer menos intimidantes do que os descentralizados.”

Tal situação ficou explícita no último ano, quando diversas instituições financeiras adotaram produtos da Ripple Labs. Em janeiro foi anunciada a adição de mais treze instituições à RippleNet, somando um total de 200 empresas.

Ouvindo as críticas direcionadas à moeda, o CEO da Ripple Labs Brad Garlinghouse alegou que nem mesmo ele possuía controle sobre o livro-razão do ativo.

“É muito claramente descentralizada. Eu, como CEO não posso controlar o livro-razão da XRP.”

Ao final do artigo, a Coinmotion deixou claro que “lava suas mãos” quanto à moeda.

“Entretanto, desde que Você, nosso querido cliente, pediu por isso, nós oferecemos a você a possibilidade de comprar e vender XRP na Coinmotion.”

FONTE: CCN